Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

1º ano da tomada de posse da JFPG

1º Ano da tomada de posse.

Faz hoje dia 31 de Outubro, que a Junta de Freguesia de Parada de Gonta tomou posse. Para lembrar esse acontecimento, comemorou-se com um jantar de confraternização na sede da ADRC, o 1º aniversário da tomada de posse da Assembleia de Freguesia e dos membros do Executivo da Junta de Freguesia de Parada de Gonta. Sem planeamento e decidido à última da hora, um grupo de apoiantes da actual Junta de Freguesia quis mostrar o seu apoio aos elementos que compõem o Executivo e a Assembleia de Freguesia. Foi um jantar de confraternização entre as quatro dezenas de pessoas que assim quiseram e mostraram ao actual executivo que a chama do 25 de Abril ainda continua viva.

Foi um gesto bonito que tem um significado de presença, de quem quer dizer presente: estou convosco e contem sempre comigo.

Os elementos da Assembleia e Junta de Freguesia agradecem o gesto.

 Ver mais fotos


Cavalo ou burro?


Não sei não???

 

A Área de Projecto tem destas coisas!...
O tema é a melhor mesa de S. Martinho. O 6º B seleccionou como mascote da turma o cavaleiro Martinho em cima do seu cavalo. Fez-se o projecto e foram seleccionados os materiais para a sua construção, arame como estrutura, revestido a papel de jornal embebido em cola branca misturada com um pouco de água (tipo papel machê).

Passou-se à sua execução e o resultado é o que se vê, em vez do cavalo as parecenças estão mais para o lado de um burro. O problema vai ser: como é que o cavaleiro Martinho vai ter coragem para montar no burro??

Não sei em que é que isto vai dar, mas os alunos do 6º A vão ter que descalçar a bota e arranjar forma de encaixar este burro. Por mais arranjos que se lhe dê nunca vai chegar a cavalo.

Pois aqui começa outro problema e como a área de projecto parte de um problema lá continuamos nós às voltas até arranjar uma solução.

 

Nota: Parecem as negociações entre o ME e os sindicatos e pelo que dizem temos andado de cavalo para burro.

 


Dia das Bibliotecas Escolares


Foto de algumas personagens na Escola

Comemorou-se na EB 2,3 Prof. Dr. Mota Pinto, no dia 26 de Outubro, o Dia das Bibliotecas Escolares e como tal, comemorou-se de uma forma divertida, na Biblioteca da nossa Escola. Os alunos do 7º ano, falaram sobre alguns escritores e sobre as suas obras, revelando muitos conhecimentos sobre as personagens dos escritores e sobre o que eles escrevem. Quem colaborou connosco foi a Escola Profissional de Tondela, nomeadamente os alunos do Curso Animação Sociocultural/Desporto trazendo uma peça de teatro sobre “O menino que não gostava de ler”. Também se disfarçaram de algumas personagens da peça “ O Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente e de alguns escritores conhecidos tais como: Eça de Queirós, Luís de Camões, Sophie de Mello Breyner Anderson, etc.

E pronto, foi assim que foi comemorado o Dia das Bibliotecas Escolares.

Os nossos agradecimentos aos alunos da Escola Profissional de Tondela por terem comemorado connosco.

 

Dennis Amaral

Nº3 do 9º B

Visitem o Blog do Dennis

 

Nota: Além da Escola Sede EB 2,3, os alunos da Escola Profissional de Tondela também foram levar o teatro e a leitura às escolas EB1 e Jardim de Infância das Freguesias que constituem o Agrupamento de Escolas: Parada de Gonta, Ferreiros do Dão e Lajeosa do Dão.

Ver Fotos da Comemoração do Dia das Biblitecas Escolares


Assim vai a escola..com os Pinóquios!..


Pinóquio I

Pinóquio é um aluno que vem de uma família desagregada e cuja família vive do rendimento de inserção social.

Pinóquio não pode justificar o seu ambiente familiar, para ser um aluno violento, cruel,

mentiroso, larápio, sem princípios e perturbador do bom funcionamento  da sala de aula. Tem todos os maus vícios que qualquer adulto sem princípios poderá ter: fuma, diz asneiras, faz chantagem com os colegas, traz utensílios proibidos para a escola e não respeita funcionários e professores. Sabe que ninguém o pode castigar e faz tudo para que isso aconteça, para poder fazer queixa e  ter pretexto para abandonar a escola.

Pínóquio diz que nada quer da escola e sempre que se esquiva dela, há sempre alguém que o vai buscar e obrigá-lo a vir novamente. Por isso, o objectivo principal do Pinóquio é perturbar as aulas, ameaçar os mais novos exigindo-lhes o que ele quer, desacreditar a autoridade dos professores, desacreditar e ameaçando os auxiliares, ou seja, fazer tudo o que lhe dá na real gana para poder ser expulso e não vir à escola.

Tem a escola e os professores recorrido às variadas instituições para que se possa resolver ou achar a melhor solução para este grave problema a quem a própria escola já não consegue dar resposta.

Nesta semana de reuniões intercalares, o mau comportamento do Pinóquio veio à baila,  como sempre define-se estratégias de actuação, fazendo-se planos e mais planos, e também como sempre  o maior tempo de reunião é gasto com Pinóquio, dos outros quase ninguém fala, ficou-se a saber que Pinóquio até é o maior e ninguém o consegue demover. Foi numa reunião com Pinóquio, em que estava presente, a Responsável pela Protecção de Menores, uma Psicóloga, o Director de Turma, a Tutora e a Mãe (muito chorosa), todos pedindo a Pinóquio para que se portasse bem e não faltasse às aulas, porque senão era retirado o rendimento de inserção social à família. Pois Pinóquio, muito resistente ia dizendo: não sei não se me porto bem..o que ganho com isso? E perante a estupefacção geral impõe a sua condição: só me porto bem se me derem o cartão verde de entrada na escola para poder sair quando quiser. E esta???

Estes são os Pinóquios que a escola pública tem dentro das suas paredes e que não lhes consegue dar resposta, enquanto isso, lá se vão arrastando até ao limite da idade, perturbando as aulas, ameaçando e agredindo quem os tenta corrigir, não respeitando nem auxiliares, nem professores, nem ninguém.

Perante estes factos, como se pode fazer Rankings de escolas, quando se sabe que em certas escolas os Pinóquios não tem lugar.

 


Igreja na Lage da Cruz!.2

Fotos da Igreja na Laje da Cruz em Parada de Gonta.

Fotos inéditas duma Igreja riquíssima em arte que me deu um prazer especial tirar, com a permissão do Padre João o mentor desta Igreja.
Igreja que começa a ser construída no principio do novo milénio e tendo sido já noticia neste blogue em Dezembro de 2004 , devido à sua imponência e uma certa curiosidade das pessoas que vinham de todos os cantos do país (e não só) visitá-la.

Com seu altar bordado a talha dourada e ladeado de peças de finíssimo requinte, tem a cada canto da Igreja o encanto da arte religiosa mais conhecida por arte sacra.

Igreja que ainda não foi aberta aos seus crentes e que existe uma certa curiosidade na maioria das pessoas de Parada de Gonta, em saber como será!.

Posso dizer que é uma igreja riquíssima em arte sacra, excelentemente pintada em tons de azul e no tecto pinturas de cenas religiosas entre as quais a de  Nossa Senhora e a de Jesus com preenchimento do fundo em tons azulados.

Fiquei encantado com a beleza da Igreja e pela disposição com que me recebeu e o à vontade com que me pôs, ofereci ao Padre João um quadro por mim pintado a acrílico sobre tela desta Igreja, que lhe saberá dar melhor uso do que eu. 

Ver mais fotos da Igreja nova


A Greve e os Números!.

Escolinha!..2

Dados avançados pelos sindicatos dizem que a adesão à greve dos professores se situou nos 85%. Depois vem os dados do Ministério da Educação a dizerem que a greve se situou nos 32%. E eu que é que acho? Pois bem!..acho que devem regressar aos bancos da escola para aprenderem a fazer continhas. Não seria muito difícil saber a verdade mas parece que alguém aqui gosta de estar a brincar aos números. Só que os números estão errados porque não sabem fazer continhas. Cada vez ficamos mais desacreditados e alguém quer que isso aconteça para poder reinar sem contestação.

Vamos às conclusões: Se os sindicatos dizem que a greve se situou nos 85% e fazendo uma ronda pelo país viu-se que realmente havia muitos e muitos alunos sem aulas e muitíssimas escolas fechadas. Viu-se pais a protestarem por não terem onde pôr os filhos e viu-se outros que compreendem esta luta e também se  viu muitos alunos contentes por não terem aulas (alguns até disseram, que alívio..desta vez temos mesmo folga e não há substituições).

Por outro lado, se o ME diz que a greve se situou nos 32% e se maioria dos alunos não teve aulas, equivale a dizer que os professores que não fizeram greve são daqueles que não dão aulas e só contam para as estatísticas. Isto quer dizer que 68% dos professores segundo o ME deviam estar a dar aulas e não folga aos alunos. Onde é que eles estão?

Hoje, dia 18 de Outubro, a luta continua...

 

Novos dados: sindicatos dizem 85% e ME 39%. O post continua a ser pertinente.

 

"Arte por um Canudo 2"


Pinceladas no ECD.


          5º Ano - Retrato de Familia                   6º Ano - Estrutura suporte da Forma

Ver trabalhos do 5º Ano

Ver trabalhos do 6º Ano

 Obras dos pequenos artistas..

Nota: Ao colocar aqui os trabalhos dos alunos, fazendo uma reflexão, puz os neurónios a trabalhar ao “ralenti” (começam a ficar gastos), sobre o que eles fizeram e as cores que utilizaram, desenhando e pintando à sua maneira a sua forma de ver e sentir  o seu meio. Nesta amálgama de cores também contam as suas vivências, a afectividade da família, marco importante no desenvolvimento da personalidade do aluno, a sua relação com o seu meio, as suas emoções, etc. Por aqui se vai vendo a percepção que o aluno tem do seu mundo, revelado nas cores que utiliza na elaboração dos seus trabalhos. Mesmo que o professor lhe transmita que há certas cores que nos dão a sensação de alegria e quando um menino está a brincar e está feliz deve ser pintado com uma envolvência de cores alegres, explicando o professor quais as que deveria utilizar. Mas mesmo assim, eles no seu instinto protector, lá acabam por dar uma pincelada ou um toque a mais para fazer a vontade ao professor, só que no fundo o trabalho continua a ficar com aquelas cores frias que nos alertam que aquela criança não está nos seus melhores dias.
Esta reflexão é também para alertar os especialistas nestas matérias de que a família e o seu ambiente são o factor mais importante no desenvolvimento da personalidade do aluno e não existe professor no mundo por melhor que seja que consiga dar a volta a esta situação. Teremos que dar melhores condições aos alunos dentro do seu meio para depois podermos exigir deles na escola que correspondam aos objectivos pretendidos.
Não são os professores que são maus, mas sim a sociedade que está sendo criada à custa de um capitalismo desenfreado e selvagem, coberto pela globalização vai limitando o tempo para que se criem laços afectivos dentro da família e vai escondendo as suas maiores debilidades a nível familiar, o diálogo entre pais e filhos, criando um tipo de pessoa egoísta e egocêntrica. É esta a sociedade que acusa os professores..
Para dar uma pincelada sobre a carreira docente, fazendo um retrato sobre a situação actual, teria que utilizar as cores mais tristes para esta classe profissional e sobre um ECD (Estatuto da carreira Docente) que a Ministra quer implantar, que nada tem a haver com as melhorias de ensino mas que só aumenta a crise que vai grassando neste país com governantes autistas..
Como se aproximam tempos conturbados para a classe docente.
Dia 17 e 18 de Outubro vou revelar o meu  protesto e a minha indignação!
Vou fazer greve!...


1º ano de mandato na Junta de Freguesia de Parada de Gonta

1º ano de mandato.

Faz um ano que Parada de Gonta, mudou o seu sentido de voto de um tradicional PSD para um PS de mudança. Pelo menos foi com essa intenção de mudança que me integrei nas listas do PS, dei a cara e lutei politicamente para que a equipa da qual faço parte ganhasse.

Não posso ignorar que nesse dia de 9 de Outubro de 2005, depois da saída dos resultados das eleições foi um dos dias mais alegres da minha vida. Sentia-me eufórico e acreditava na mudança. Também não posso esquecer que algumas centenas de pessoas da terra acreditaram na equipa que eu fazia e faço parte e acreditava no seu projecto. Não nos podemos esquecer que a Tomada de Posse foi um exemplo e as Assembleias de Freguesia são outro, de tantas pessoas a assistir e que acreditam. Foi assim que surgiu aquela vitória que não estava prevista…

Hoje, passado um ano, poder-se-á questionar se a prestação da equipa que constitui a Junta de Freguesia, correspondeu e corresponde aos anseios de quem os elegeu? Pela parte da equipa, posso afirmar que temos feito os possíveis para que isso aconteça e só não se faz mais porque não temos meios para o fazer. Não esquecer que esta nova Junta herdou da outra uma situação complicada a nível financeiro.
Quanto às ambições de cada elemento que compõe a equipa ou seja a Junta, só posso falar em nome pessoal, como sendo as mesmas que me moveram para integrar este projecto, na procura de melhores soluções para o bem-estar da população de Parada de Gonta. Também afirmo que me baterei por estas condições até ao fim do mandato nem que para isso tenha dissabores daqueles que não o entendem. Como as coisas estão posso realçar de positivo, o tratamento que esta Junta de Freguesia tem para com a população, no respeito e na igualdade. Tem atendido todos da mesma forma tentando resolver e solucionar da melhor forma os seus problemas, umas vezes com a colaboração da CMT (Câmara Municipal de Tondela) e maioria das vezes através do diálogo e  entendimento entre as partes, sendo que alguns que se pode dizer mais complicados estão em instituições que possam julgar e dar a possível solução. Também de positivo tem sido o apoio às escolas, nomeadamente, através das refeições e transportes dos alunos para estas e para escola e ainda alguns melhoramentos nas próprias instalações. Também se tem procurado melhorar e embelezar o cemitério com melhor acessibilidade à água para limpeza das campas e tem-se feito outros melhoramentos. Uma coisa é certa, pode-se considerar Parada de Gonta como uma terra limpa e asseada tendo para isso a Junta de Freguesia recorrido ao Centro de Emprego para contratualização de pessoal.
Quanto ao resto e no plano de acessibilidades, saneamento básico, electrificação, asfaltagem, etc., as coisas deixam muito a desejar. Sabe-se que as Juntas de Freguesia não têm meios de resolver estes problemas e a solução passa pela CMT. Se fizermos uma retrospectiva ao que a CMT gastou durante este ano de mandato com a nossa Freguesia, o que verificamos? Pois é isso mesmo... exceptuando a electrificação (mais uma lâmpadas e uns postes) da borralheira.

Também afirmo que esta Junta elaborou alguns projectos (cerca de uma dezena e meia) a nível de necessidades da Freguesia e já lhe foi comunicada que foram contemplados quatro, sendo um deles a tal electrificação da borralheira.
Por último tivemos uma visita de trabalho
do Srº Presidente da CMT à nossa Freguesia e cito o que disse aquando dessa visita “Quanto à Câmara Municipal de Tondela, representada na pessoa de seu Presidente, Dr. Carlos Marta, o nosso agradecimento pela forma como aceitaram os nossos projectos, dando-nos esperanças de algumas intervenções a curto prazo na melhoria de algumas infra-estruturas”. Confiamos  e estamos à espera.

Muitos projectos e muitas esperanças estão na forja e o futuro dirá se a maioria vem ao encontro das aspirações da população. Veremos!..


Retrato familia

Mais um ciclo vai começar neste blogue com trabalhos que os alunos vão fazendo. Servem os trabalhos para motivar os alunos e também para quem quiser consultar outra forma de ver e fazer nas aulas de EVT.

Começaram com um trabalho que tinha como tema “retrato da família” e onde eles representavam além da sua família, a sua casa, o seu automóvel e quem não tinha, o transporte escolar e uma árvore. Serve também o presente para fazer um diagnóstico das suas representações assim como dar a conhecer aos professores o seu agregado familiar.

Como é o primeiro trabalho a maioria dos alunos começam logo a dizer que não sabem desenhar... mas quando acabam alguns deles até ficam ficam surpreendidos com aquilo que fizeram.

Ficam aqui dois trabalhos sobre a família de dois alunos totalmente diferentes: o primeiro de uma aluna que dizia que não sabia desenhar mas foi aceitando as indicações que os professores lhe iam dando e o outro de um aluno que dizia que andava em aulas de pintura e que sabia aquilo tudo com uma arrogância (vai ter que aprender muitas regras e mudar as suas atitudes) e ignorava as indicações dos professores.

Claro que no final da aula se fez uma avaliação do trabalho feito e este aluno ficou a saber que as suas atitudes vão ter que ser mudadas.

24º Convívio do GT

Foi o 24º convívio do Grupo do Tacho e que deveria corresponder ao 2ºaniversário deste grupo. Não foi comemorado o 2º aniversário, pelo menos não houve bolo de aniversário nem ninguém cantou os parabéns, mas foi lembrado e houve vivas ao grupo. De qualquer forma são onze os magníficos que continuam a resistir ao desaparecimento do grupo. Foi na sede da Associação Desportiva que os onze elementos do grupo se juntaram para o Jantar convívio excelentemente confeccionado pelo João um dos resistentes deste grupo.

É pena que uma excelente ideia para juntar amigos, discutir e dar opiniões sobre projectos para a terra tenha os dias contados.

Mas o ditado diz: só faz falta quem cá está, porque aos outros há sempre quem os substitua.

Espero que as coisas melhorem e tudo se fará para que isso aconteça. É bom para manter as amizades, as emoções, o diálogo e o processo de gerar ideias que possam contribuir em melhorias para a terra.

Um tema para discussão em cada convívio, se calhar era uma forma de manter os elementos mais unidos e mais activos?

Bom Domingo.

Ver vídeo do Grupo2

Ver vídeo do Grupo1

Ver fotos do GT

Ver vídeo do 1º Aniversário GT

 


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.