Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Educação e Arte são a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Educação e Arte são a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

Pela desburocratização!..

 

Em dia de greve da função pública e nas incertezas dos números entre sindicatos e o governo, fica o registo de quem aderiu à greve, crendo estar certo das suas convicções, nesta luta reivindicativa na  melhoria das condições para exercer com profissionalismo a sua profissão.

Ninguém pode ficar alheio ao que se passa nas escolas onde a burocracia implantada vem substituindo a arte de ensinar. Enquanto que os pais reivindicam melhores aprendizagens para os seus educandos e estas só se conseguem com metodologias e estratégias eficientes e eficazes dentro da sala de aula, o que sai das normas impostas pelo Ministério da Educação que passam pelas Direcções Regionais e que chegam às escolas, parece que o que é importante é tratar de papelada para ficar bonitinha dentro dos dossiers como prova de “estatística” que o ensino vai bem. Um profissional de ensino gasta mais tempo a preencher papeis do que dentro duma sala de aula. As suas energias são gastas a saber como actuar com papéis e mais papéis do que saber como deve melhorar as aprendizagens dos seus alunos. E nisto este governo é pródigo, quando diz que as reformas são precisas só para enviar despachos e mais despachos, alguns transformados em decretos-leis, para as escolas que ainda uns não foram consolidados já outros estão na lista de espera.

Não só por isto mas também por isto, hoje estou em luta…

 


Associativismo de Parada de Gonta

Falar de Parada de Gonta este fim-de-semana é falar no Associativismo e as dinâmicas criadas por estas Associações.

Quatro destas Associações tiveram esta semana actividades relacionadas com convívios entre os seus associados.

No passado Domingo, dia 18 de Novembro, foi a ASSODREC que juntou os seus associados para um convívio de S.Martinho à volta de uma fogueira onde não faltou a sardinha assada e como não podia deixar de ser a castanha quentinha.

No Sábado, dia 24 de Novembro, foi a vez da Associação Desportiva Recreativa e Cultural de Parada de Gonta, fazer a sua festa com todos os jovens que fazem parte dos activos de formação da Associação Desportiva. Para isso, juntou os pais dos jovens atletas e em conjunto se comeu a castanha assada. Aproveitou esta Associação Desportiva para informar os pais sobre o que se pretende dos jovens atletas a nível desportivo e escolar. Para ajudar os jovens nos estudos escolares, está esta associação disponível para abrir um centro de recursos para que os jovens tenham auxílio nos seus estudos.

Também no Sábado, dia 24 de Novembro, a Associação Cultural e Recreativa “Os Amigos” de Parada de Gonta, fez uma festa onde brindou uma vasta plateia de juventude com a banda “Índice” . Foi uma festa da juventude que durou até às tantas, mas sempre no maior respeito pelos valores e sem excessos. Foi espectacular...

Hoje, dia 25 de Novembro, foi a vez do Rancho Folclórico de Parada de Gonta, pelas 17.30 horas, juntar todos os amigos num lanche convívio para comemorar o S.Martinho. Além da sardinha e castanha assada, o Rancho Folclórico brindou os presentes com uma excelente actuação de música popular através do seu grupo de cantares.

Quando se fala em Parada de Gonta, não é só falar do que pior acontece na terra mas também sobre as coisas boas, e esta é uma delas.

 

Ver vídeo da ACR "Os Amigos - Índice

 


Ponto e linha.

Trabalhos dos 5º anos

 

Combinação de dois elementos visuais da forma: Ponto e Linha...

 

O Pontilhismo surgiu na França, como tantos outros movimentos culturais, por volta do ano de 1880.

O Pontilhismo nasceu da observação de que pontinhos de cores puras colocados cuidadosamente lado a lado produziam o mesmo efeito de misturar as mesmas cores na paleta.

Os principais iniciadores do movimento, Georges Seurat e Paul Signac representam também os pontos mais altos dessa técnica.

 

Linha- pode ser considerada como um ponto em movimento no espaço.


Não tem iniciadores. Tem é trabalhos muito lindos com esta técnica. Os alunos pediram e a sua vontade está aqui representada nos seus trabalhos.

 

Não são nenhuns Georges Seurat ou Paul Signac mas …………

Ver mais trabalhos

Ver vídeo dos trabalhos sobre Ponto e Linha


Post de Parada de Gonta

Post de Parada de Gonta

 

Vem este tema a propósito por Parada de Gonta ser terra tão falada nos jornais. Dois árbitros com afinidades a Parada de Gonta foram apanhados nas malhas da lei, por corrupção desportiva activa. Não vou defender as pessoas em causa por cometerem tal crime mas posso defender a forma como eram vistos na sua terra. José Cunha, natural e filho de famílias de Parada de Gonta, é conhecido como sendo uma pessoa trabalhadora e que tem ligações ao futebol através da arbitragem mas que no presente reside numa Freguesia vizinha chamada S.Miguel de Outeiro. Fernando Dias, é residente em Parada de Gonta, onde é conhecido como sendo uma pessoa que se dá com toda a gente e ajuda quem o procura na farmácia onde trabalha para o pai. Fernando Dias é também um membro do Grupo do Tacho (grupo de Parada de Gonta) que se reúne mensalmente???, para se divertir e partilhar ideias à volta de uma boa mesa. Fernando Dias não sei se caiu nalguma ratoeira, mas que a caça foi bem montada foi... e só sei que não precisava desta vergonha que está a infringir à família e aos seus amigos, onde me incluo, por isso tem que reflectir na sua atitude, arrepender-se, se tal for o caso, ou ir em frente como é de seu timbre e não se deixar calar.

Quanto aos jornais vê-se de tudo e em muitos o que realça é desinformação sobre o conteúdo das notícias. Quando um jornal como o Correio da Manhã no seu excelente artigo sobre “Onde todos têm Alcunha” começa o artigo e cito” Parada de Gonta, com pouco mais de meia dúzia de casas, é uma aldeia que conhece bem os dois árbitros detidos. São filhos da terra, “gente boa” que se deixou apanhar por meia dúzia de tostões”.

Não concordo que as noticias sejam tão aligeiradas e logo em jornais de âmbito nacional ao dizerem que Parada de Gonta é uma aldeia com pouco mais que meia dúzia de casas. É um erro muito comum à maioria dos jornalistas quando saem do seu âmbito das grandes cidades, aligeiram a noticia não tendo cuidado com o que se diz, por isso, convido o Sr. jornalista a vir a Parada de Gonta contar as casas para fazer a sua rectificação.


Natureza-Morta/Pintura a Guache e Lápis de Cor

Alunos do 6º Ano

 

Naturezas-mortas é um género de pinturas em que se representam seres inanimados, como frutas, flores, livros e objectos. Nelas os objectos parecem reais, a tela ganha vida com seus contrastes.

 

O termo natureza-morta  refere-se  à arte de pintar, desenhar, fotografar composições ou objectos inanimados[1] .

 

 

História da pintura das “Naturezas-Mortas”.

 

Neste contexto os alunos tiraram partido dos conceitos: Enquadramento, Composição; Desenho de Observação, Proporção, Contraste de cores e Pintura com materiais diferentes.

 

Ver imagens de mais trabalhos


 


[1] Retirado da Wikipédia

 

 


Mascotes e mesas de S.Martinho

Cada turma era obrigatório ter uma identificação, que podia ser com figuras tridimensionais ou simplesmente um símbolo em cartaz. Todas as turmas apresentaram a sua identificação com figuras tridimensionais (mascotes para alguns), aqui ficam os registos:

     

    

Ver em slideshow as imagens

Também as mesas deviam apresentar uma toalha criada pela turma, aqui ficam os registos:

Ver as fotos das mesas


S.Martinho/Área de Projecto

Os ECO-IDEIAS do 6º A


O Arte por um Canudo também lá está.

 

Dia 09 de Novembro de 2007 e como já vem sendo hábito, realizou-se na EB 2,3 Mota Pinto, o Convívio/Magusto de S. Martinho. Todas as turmas ficaram incumbidas na Área de Projecto de elaborar um projecto tendo como tema geral "Mesas de  S. Martinho". A interdisciplinaridade foi posta à prova e  funcionou, sempre que foi preciso havia colaboração de outras disciplinas. Os Directores de Turma tiveram também um papel importante na orientação das suas turmas. Foi o que se viu... Construíram-se e enfeitaram-se mesas com temas relacionados com o S.Martinho, fizeram-se mascotes, símbolos e cartazes, trouxeram-se utensílios da época e rechearam-se as mesas com comida típica desta quadra de S.Martinho. Aqui, funcionou a criatividade de cada turma, nos símbolos para identificação das mesas, nas toalhas feitas ou trazidas de casa, nas mascotes que eram autênticas obras de arte, nos cartazes e nos adereços relacionados com a época.

Para completar, não faltou no recheio de S.Martinho a castanha assada.

Foi um convívio muito agradável entre Alunos / Encarregados de Educação / Professores e Funcionários.

Por último, foram atribuídos os prémios (votação de um júri) às turmas que melhor decoraram de acordo com a politica dos 4R´s a sua mesa.


5ª B no 2º Ciclo

9 ºB no 3º Ciclo.

Ver fotos da Festa de S.Martinho


Área de Projecto

 

 

A Área de Projecto tem destas coisas...

Amanhã é o dia de todas as turmas revelarem os seus projectos na comemoração do S.Martinho. A escola (alunos) anda numa azáfama e todos querem dar o seu melhor. Os DT, os alunos e os professores da Àrea de Projecto dão os últimos retoques para apresentação dos seus trabalhos. Nessa apresentação  haverá um júri que vai escolher na sua opinião o melhor projecto que tenha a ver com os 4 R´s. É que estes trabalhos obedecem à politica dos 4 R´s (Reduzir, Recuperar, Reciclar, Reutilizar).

Na foto os alunos já depois de terminarem as aulas ficaram mais um bocado na sala para dar os últimos acabamentos no projecto.

Amanhã é o dia...


Rankings

 

Rankings

 

A semana que passou foi marcada pelos rankings das escolas e como qualquer cidadão interessado nas questões da educação, também fica o registo duma opinião que embora não seja isenta, é uma opinião que pode ou não ser considerada, tudo depende do ponto de vista de quem a lê.

Não vou questionar a fidelidade dos rankings, embora continue a achar que não é justa.

Não é justa por muitas razões e cito Daniel Sampaio, especialista nas questões da educação, no seu artigo de opinião sobre o assunto diz: “A dicotomia público/privado não faz nenhum sentido: as escolas públicas são obrigadas a aceitar todos os alunos da sua zona geográfica, as privadas são livres para seleccionarem. Por exemplo, as privadas recrutam pelo anterior percurso académico do aluno, pelo perfil do seu comportamento, por vezes até pelo credo religioso.” Ora como diz Daniel Sampaio e a própria comunicação social bem o sabe, todos o reconhecem, nomeadamente o jornal público, só que não o dizem porque não lhes interessa ou não têm coragem para o fazer. Abrem-se as Tvs, no horário em que há maior audiência e o que se vê ou lê em letras garrafais é, Privado melhor que o Público, não dizem é os condicionalismos que tem o ensino público para tais provas. É que o ensino público aceita qualquer tipo de aluno, seja ele oriundo dos meios sociais desfavorecidos ou dos meios sociais mais favorecidos, seja ele com tipo de comportamento menos adequado ou com pouca motivação para a escola. A escola pública não faz seriação de alunos e todos sabemos que para os rankings contam todos, até os alunos com condições especiais de avaliação.

Já agora, porque não escolhem as escolas os seus melhores alunos, 20, 30 ou outro número, para fazerem as provas que possam contar para os rankings? Seria uma forma mais justa de classificação.

De qualquer forma, tenho de falar na escola onde estou inserido e que também fez as tais provas para a classificação dos rankings. É uma escola bem do interior, onde a maioria dos alunos se levantam por volta das 7 da manhã e só chegam a casa por volta das 7 da noite, não têm uma biblioteca municipal, não têm cinema nem qualquer evento cultural típico de uma cidade, não faz segregação de qualquer tipo e muitos dos alunos não conhecem o mar nem nunca foram a um cinema. É uma escola que muitos dizem que tem as horas contadas e os encarregados de educação quando podem deslocam os seus filhos para a cidade. Lá aprendem melhor porque são escolas com melhores recursos é o que dizem. Também concordo que as escolas tenham melhores recursos, mas com as aprendizagens já duvido se nos fiarmos nos rankings, vemos que a escola inserida num meio desfavorecido até ficou bem à frente da maioria das cidades do seu Distrito e até do Concelho. Das 60 escolas do distrito de Viseu, a da Lajeosa do Dão, ficou em 15º lugar com uma pontuação acima da média de 2,71(Ver caixa).

Podem dizer, agora já servem os rankings, eu respondo, pois servem e depende de quem os interpreta e da forma como se interpretam.

 


Parada de Gonta.. outro olhar através duma árvore.


A árvore que representa Parada de Gonta

 

Numa iniciativa da ACERT em colaboração com a Câmara Municipal de Tondela e que a Junta de Freguesia de Parada de Gonta aderiu, foi pedido a cada uma das 26 Freguesias do Concelho de Tondela uma árvore morta com raízes, para se lhe dar vida, através da arte.

A Junta de Freguesia de Parada de Gonta aderiu e tratou através do Sr. David, que foi quem cedeu a árvore, chegar à Acert de Tondela.

Foi escolhido um artista plástico e o resultado está à vista. Quem quiser visitar este belíssimo evento artístico é só ir ao Jardim da Acert de Tondela e lá poderá ver a árvore que representa a nossa Freguesia.

 


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.