Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

INFORMAÇÃO APEVT - Reunião MEC

 
INFORMAÇÃO APEVT
Síntese da reunião de hoje da APEVT com o Ministério da Educação e Ciência, com a presença de José Alberto Rodrigues e, o SEEAE - João Casanova de Almeida e ainda Mário Pereira, diretor geral da DGRHE.

Em primeiro lugar um pedido de desculpas por só agora comunicarmos uma síntese da reunião. Foi uma reunião marcada “em cima da hora” pelo MEC e, entre viagens de carro e algum mal ...estar físico provocado por uma gripe primaveril, atrasaram esta publicação.

Quanto aos assuntos tratados, aguardamos para saber o motivo da reunião. Obviamente a revisão da estrutura curricular. Mas, não numa perspetiva de poder discutir e voltar atrás mas sim de saber o que fazer e onde colocar os professores que ficarem em horário zero. Naturalmente apresentámos de imediato a questão que não se prende só com isso. E referimos os contratados que durante anos e anos, mais de uma década, depois de investirem no seu curso e darem o melhor de si à escola, à EVT, ficarão com o seu futuro hipotecado pois com o excesso de “horários zero” o mais certo é nunca mais lecionarem na vida? Para a questão... nenhuma resposta e olhar “no vazio”. São vidas hipotecadas.
Foi apresentado o nosso comunicado e referidos os pontes nele constantes e que são a nossa preocupação na defesa da disciplina de EVT. Não vimos, mais uma vez, quaisquer hipóteses de retrocesso mas levantámos uma questão da ET no 2º ciclo dever ser, pelas suas características e natureza práica e experimental, lecionada com a turma desdobrada. Seriam 90 minutos anuais em que a turma seria desdobrada. Também uma certeza que não estão em causa as habilitações: quem é de EVT do grupo 240 serão aqueles que podem lecionar EV e ET. Mais: referimos que nesse cenário o professor de EV seria o mesmo a dar ET à turma. Salinetámos a IMPORTÂNCIA FUNDAMENTAL (e nunca é demais referir porque assim o dissémos várias vezes para ficar rgistado) que a turma em ET tenha que ser desdobrada. Nesse cenário ficaria o professor de EVT (referimos SEMPRE o professor de EVT, afinal é o que somos) com EV – 90 minutos e ET 90 + 90 minutos pois a turma seria desdobrada. Sobre isto nada sabemos. A defesa passou pela EVT no modelo de docência atual.
Questionámos o porque de sair a ET do 3º ciclo e o porquê da inversão em relação à proposta inicial. Sem resposta. Perguntámos se agora a ET no 3º CEB seria a disciplina de opção obrigatória. Apesar de primeiramente dizerem que não era bem assim, quando questionados sobre se iriam contratar professores de outras areas curriculares ou para outras funções na disciplina de opção quando nas escolas têm professores de ET, a resposta foi, naturalmente, não... Assim, certamente se manterá a questão da ET no 3º CEB. E haverá também, em alguns casos a situação de gestão dos recursos humanos, no caso das habilitações adequadas (caso das TIC e outras naquilo que são os recursos humanos das escolas).
Foi também falada a questão da coadjuvância no 1º CEB, em expressões. Ora, porque razão não está definido o número de horas para cada área? É que para a elaboração de horários isso deve ficar estabelecido à partida, dissemos. Caso contrário, existirão situações ambíguas de uma agrupamento ter alunos do 1º CEB com 3 horas (por exemplo) de Educação e Expressão Plástica e noutro ao lado terem apenas uma hora. E assim, naturalmente, não se faz uma educação igual para todos...
A questão de distribuição de horas e outros aspectos disseram que iam acautelar...
E quanto a programas, ficámos a saber que afinal, logo após apresentada a proposta, em dezembro, houve um grupo que se constituiu para começar a trabalhar nos programas. AHHHH! Foi a nossa expressão!... Logo nessa altura? E nada sabemos do que virá por aí pois incompreensivelmente
A APEVT reunirá em breve com o Dr. Mário Pereira da DGRHE para analisar os dados que estão na sua posse, na certeza de que muito se compreenderá, apenas e só, com o despacho de organização do ano letivo e outros a produzir na mesma altura.
Com uma certeza ficámos, e numa breve reflexão, pode-se mesmo dizer que quiseram acabar com o par pedagógico de EVT e duma só vez também com a disciplina e agora confrontam-se com situações que quase parecem surreais e que não sabem resolver. Enfatizou-se a questão da EVT e do seu sucesso nas escolas e do que as escolas e alunos vão acabar por perder.
A conclusão é que nós sabemos EVT, sabemos de escola, vivemos a escola....
Foram 45 minutos em que, por vezes, e agora de forma pessoal (JAR) posso dizer que achei que certas e determinadas coisas não podiam estar a ser ditas e a acontecer.
Colegas, depois de 600 Km a conduzir e do meu estado, é a informação possível.
Só mais uma nota: demos hoje uma entrevista escrita ao Semanário Sol que deverá ser publicada este fim de semana.

Um abraço e, SEMPRE EVT!
NA LUTA, PELA LUTA DE EVT!

E SALIENTÁMOS! PERANTE O QUE FOI APRESENTADO HOJE, FIZEMOS QUESTÃO DE DESTACAR, SALIENTAR E LEVAR AS VIDAS, AS VOSSAS VIDAS, PROFESSORES DE EVT CONTRATADOS PARA CIMA DA MESA. NÃO SE PODE JOGAR ASSIM COM A VIDA DAS PESSOAS E DO QUANTO INVESTIRAM NO SEU CURSOS E DERAM PELA EVT PELA QUALIDADE DE ENSINO!

PELA EVT!

APEVT

GRUPO 530 - EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

ANAPET
 
 
MUITO IMPORTANTE - PARA TODOS OS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA
Contactei hoje (ao final da tarde) a Associação Nacional de Professores de Educação Tecnológica (ANAPET) e falei com a direção, prof. Adérito Gomes, e ele disse-me que esteve reunido (hoje à tarde) com o secretário de estado da educação, e que tem garantias que o MEC não esqueceu a disciplina e que demonstrou abertura para dar instruções às escolas para que no próximo ano letivo, as ofertas de escola sejam preferencialmente nas áreas técnicas e lecionadas por professores de ET.
Ele disse-me também que o secretário de estado o convidou para fazer parte de um grupo de trabalho, que irá elaborar as diretrizes para as escolas atribuírem os docentes na disciplina de oferta de escola, consoante a sua área de formação.
Temos que nos mexer, senão a disciplina cai no esquecimento, e a curto prazo acaba definitivamente!
Os colegas de EVT mexeram-se (e bem), e conseguiram alguma coisa!
Os colegas de TIC mexeram-se (e bem), e a disciplina aparece obrigatória no 7.º e 8.º ano!
Para finalizar, ele pediu-me para divulgar a associação pelos colegas de ET, e para todos os colegas de ET lhe enviarem e-mails (ou o contactarem) com sugestões/propostas/reivindicações.
Aqui ficam os contactos:

http://aanapet.blogspot.pt/

E-mail: direcao.anapet@gmail.com

Tlm - 919480467 (prof. Adérito Sá Gomes - direção da ANAPET)

Temos que nos unir, pois a união faz a força!
Cumprimentos.
Dário Baptista

Feirinha da Primavera em Parada de Gonta 2012

Feira da Primavera

Decorreu no dia 22 de março a Feira da Primavera no largo do terreiro em Parada de Gonta; Esta iniciativa do 1º Ciclo de Parada de Gonta, contou com a colaboração e presença do Jardim de Infância; Como foi um acontecimento aberto à comunidade, vieram à Feira da Primavera todos os Jardins de Infância do Agrupamento de Lajeosa, assim como os representantes do Agrupamento e algumas professoras com a respetiva turma;
Também não faltou a comunidade local que ajudou na compra de alguns artigos das nossas barracas; (Muito obrigado!)

Foi um dia divertido! Houve pinturas faciais, balões, apresentação de uma história pela equipa da Biblioteca e jogos de motricidade; As crianças de Parada de Gonta almoçaram no recinto da feira, pois foi-lhes oferecido o almoço pelo Sr. Presidente da Junta;

Aqui fica um pequeno registo deste acontecimento!...

A Educadora de Infância:

Mª da Conceição Rei

Vídeo da representação da princesa da chuva


NOVA REVISÃO ESTRUTURA CURRICULAR 2012

 

CARREGAR PARA VER O DOCUMENTO

Numa primeira verificação do documento para o 2 e 3º ciclos, quem perde com esta versão é Educação Visual e Tecnológica no 2º ciclo e Educação Tecnológica no 3º ciclo como áreas disciplinares.

No 2º ciclo a disciplina de Educação Visual e Tecnológica divide-se em Educação Visual com 2 tempos e Educação Tecnológica com 2 tempos. Até agora era EVT com 4 tempos por cada um dos  2 professores, que dava 8 tempos a professores e 4 tempos a alunos.

Nesta revisão são 4 tempos por 2 professores (2 tempos a EV e 2 tempos a ET), que dá 4 tempos a 2 profesores e 4 tempos a alunos. Além da disciplina de EVT que desaparece também existe perda a nivel de horários para professores deste grupo em metade ou seja  50%.

No 3º ciclo a disciplina de Educação Tecnológica desaparece e só poderá aparecer como oferta de escola. Aqui em muitos casos e se a oferta for outra a perda vai ser de 100%, a nivel de horários de professores.

A Área das Expressões a nivel do 2º e 3º ciclos perde peso neste curriculo e perde peso a nivel de carga horária de professores.

 

Nota: foram muitos os contributos na discussão pública do projeto da revisão da estrutura curricular e destes muitos foram a favor da manutenção da disciplina de EVT, mas o governo decide como quer, quando quer e como quer. Para quê o parecer do Conselho de Escolas? Para quê o parecer do Conselho nacional da Educação? Para quê o parecer das diversa forças vivas e movimentos? Para quê??????

Na democracia é este o jogo..podes sugerir, podes dar a tua opinião e até podes ter razão mas só contribuis para o "parece que é" porque a decisão já está tomada.

COMUNICADO APEVT

 

 

Já neste post tinha feito as contas que agora se concretizam...

http://arteagostinho.blogs.sapo.pt/?skip=10&tag=evt+e+tic


Um Domingo com a ASSODREC

No dia 09/02/05, com a presença de sua Exa. o Senhor Director do Centro Distrital de Segurança Social de Viseu, Dr. Leonel Carvalho, o Senhor Presidente do Município de Tondela, Dr. Carlos Marta Gonçalves, Vereadores da Câmara Municipal, Presidente e Membros da Assembleia de Freguesia de Parada de Gonta, Direcção e Órgãos Sociais da ASSODREC e Comunicação Social foi assinado protocolo entre o Centro Distrital da Segurança Social e a ASSODREC para início do apoio domiciliário aos idosos de Parada de Gonta.
A partir de agora, as pessoas mais idosas têm mais um motivo para sorrir. 
Os agradecimentos a todos os que contribuíram e acreditaram que esta obra era possivel. (fonte http://evtagostinho.blogs.sapo.pt/36717.html )

 

Naquela 4ª feira de 2005 era assim feito o relato do protocolo entre a ASSODREC e a Segurança Social para se dar inicio do apoio domiciliário aos idosos de Parada de Gonta. Passados estes anos a Associação ASSODREC mantém o apoio domiciliário aos idosos de Parada de Gonta e tem pretensões de alargar horizontes num apoio que não passa só por ser domiciliário.

Hoje dia 25 de Março de 2012, pelas 17 horas, na sede da ex-Junta de Freguesia, a ASSODREC reuniu em Assembleia Geral para prestar contas aos seus associados e para debater e analisar o futuro da Associação.

Pode-se dizer  que foi uma reunião muito proveitosa e como o segredo é a alma do negócio não se vai descrever o que foi dito e pensado sobre o futuro desta associação. Uma coisa é certa, vontade nos atuais dirigentes da Associação não falta e ideias para colocar em prática também não.Vamos esperar que o que foi decidido e pensado nesta reunião comece a dar frutos e a obra aparecerá.

Fica o registo não da ata mas de mais uma reunião da ASSODREC.


APEVT - Eleita para o CNE

 

De acordo com notícia no Facebook da APEVT a associação foi eleita para a composição do conselho nacional de educação. Sendo a APEVT uma associação pedagógica não generalista presente no CNE a disciplina de EVT consegue um grande trunfo para a sua manutenção no currículo nacional. A ser assim o que pensarão os nossos governantes nomeadamente o ministro da educação Nuno Crato?

ÚLTIMA HORA

INFORMAÇÃO APEVT

ELEIÇÕES NO CNE - Conselho Nacional de Educação

Decorreu hoje o ato eleitoral para eleição dos dois representantes das associações pedagógicas (e generalistas) no CNE - Conselho Nacional de Educação.

Segundo a informação que nos enviaram, através do representante da APEVT no ato eleitoral, foram eleitas as seguintes associações:
- MEM (Movimento da Escola Moderna) e;
- APEVT (Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica).

A APEVT agradece a todas as associações que votaram em nós e reconhece a importância desta representação no CNE. Informamos ainda que internamente, a APEVT indigitou o colega Professor Paulo Fernandes, da direção nacional, para a sua representação.

APEVT (Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica).

Um abraço a todas e todos os colegas

Desejo de boa Páscoa.

APEVT

 

O reconhecimento do trabalho da APEVT e da disciplina de EVT por parte das restantes associações pedagógicas é um bom sinal para o futuro.

Eis o excerto da ata de eleição da APEVT como representante das associações pedagógicas (e disciplinares) no CNE - Conselho Nacional de Educação.

 


A onda dos giga-agrupamentos

Quando em tempos atrás se falou neste post “A bomba” sobre mega -agrupamentos parecia que tudo não passava duma invenção, mas o processo consolidou-se e fez as suas vítimas.

Dos mega-agrupamentos passa-se para os giga-agrupamentos. Até agora eram os mega-agrupamentos que estavam na onda, agora são os giga-agrupamentos ou antes tera-agrupamentos (ironicamente a palavra TERA, aqui usada como prefixo, significa monstro, até parece mais adequada) os mais aconselhados para poupar mais uns milhões em recursos humanos que serão dispensados das escolas.

Pelo que se entende deste processo os megas não cortavam o suficiente e passa-se para os gigas, que poderão ter quatro mil alunos se não for mais porque não existe critério para o número e segundo fonte do governo o critério é em benefício dos alunos.

Até agora julgava-se não ser possível mas já existem propostas de junção entre TEIP e escolas com contratos de autonomia.

Tudo se faz contra o bom senso e a razoabilidade das coisas, e citando a Educação do meu Umbigo A megalomania continua, a contracorrente de todos os modelos que se diziam querer seguir, pois lá fora o encaixotamento dos alunos  entrou em descrédito há muito o big is beautiful há muito que é uma escola anacrónica.” Como andamos sempre em contracorrente em relação a outros países mas julgamos, os nossos políticos é que julgam, que somos pioneiros na moda das questões de educação vamos adotar medidas que noutros países não trouxeram vantagens e há muito partiram para outra. Em comunicado, e citando o jornal  público, “o MEC frisou, que se propõe concluir este processo até ao final do ano letivo em curso e seria conduzido com o acordo das respetivas direções de escolas e autarquias”. A questão que se coloca é se as autarquias e direções de escolas são ouvidas? Quanto às autarquias têm uma palavra a dizer na rede de transportes, agora os diretores só se forem para ouvir o que o MEC diz.

O que conta é o que a Troika deixou escrito, cortes na educação, e a melhor forma de o conseguir é fazendo estas agregações gigantes “giga-agrupamentos” para poupar em pessoal dispensando-o, que se cuidem os professores, os assistentes técnicos e os assistentes operacionais, porque a coisa ainda se vai tornar pior que o que está.

Nesta caminhada só se ouve a troika, os estudos sobre questões de educação, foram mandados para as calendas. O que até agora estava nos grandes debates das TVs, a qualidade de escola, parece ter caído em favor da poupança e do racionamento, transformando as escolas em giga agrupamentos, sem critérios ou sem qualquer estudo que comprove que esta escola será a melhor para as aprendizagens dos alunos. Nada interessa a não ser cumprir os critérios do deficit para que fomos mandados.

Concordo com o (Matias Alves) “É certo que esta “solução” pode poupar alguns milhões de euros (em qualquer caso, está longe de estar demonstrado o ganho significativo). Mas os prejuízos educativos e pedagógicos são incalculáveis. Custa-me viver num país que tão levianamente afeta e prejudica centenas de milhares de portugueses”.

Que interessam os alunos e as suas aprendizagens em relação ao deficit?

 

Relatos perdidos

 

Ver Mega-Agrupamentos..a bomba!.

 

Ver Mega-Agrupamentos...A luta perdida..

 

Ver Mega-Agrupamento...Rumores!

 

Ver Mega-Agrupamentos...Porquê??

 

Ver Mega-Agrupamentos...Machadada final!.

 

Ver Mega-Agrupamentos..Para quê?


Arte por um Canudo 2


Semana da Floresta 2012

Programa:

Exposição de cartazes e distribuição de folhetos de sensibilização ao Dia da Árvore;

Caderno de passatempos distribuídos às crianças do pré-escolar, 1º CEB e 2º e 3º ciclos para utilização durante a semana da floresta.

16.00h – Palestra com o Diretor da Direção Geral da Floresta – Engº Viriato Garcez, visionamento de um filme e plantação de 2 árvores.


EDUCACAR PARA A PREVENÇÃO - Simulacro Rodoviário

Ao toque de emergência alunos, docentes e funcionários saíram ordeiramente e dirigiram-se para o exterior do edifício escolar, concentrando-se junto ao pavilhão onde já se encontravam os Bombeiros de Tondela - secção da Lajeosa.

Numa situação fictícia - sinistrado inconsciente, encarcerado em automóvel, os alunos, não ultrapassando o perímetro de segurança estabelecido, puderam ver e aprender comportamentos e atitudes a ter numa situação real.

Depois de devidamente imobilizado o veículo acidentado, um dos elementos dos bombeiros entrando pelo vidro traseiro lateral teve oportunidade de prestar os primeiros socorros, estabilizando o sinistrado e foi acompanhando e monitorizando os seus sinais vitais, enquanto a restante equipa procedia ao desencarceramento, com recurso aos meios técnicos necessários (expansor e tesoura), respeitando todas as regras e normas de segurança. Por fim, com o colete de extracção devidamente colocado foi possível retirar o sinistrado procedendo-se ao seu transporte para o hospital.

Os HOMENS DA PAZ demonstraram a sua prontidão e perícia no socorro e desencarceramento da vítima. Com este simulacro, pretendeu-se que a comunidade escolar interiorize comportamentos preventivos, como agir e reagir em situações de emergência, melhorando as atitudes.

Fica aqui o nosso BEM HAJA ao trabalho desenvolvido por todos os Bombeiros deste país, em especial à secção da Lajeosa.

A Equipa responsável pela Segurança

Agrupamento de Escolas da Lajeosa do Dão


ASSODREC - Homenagem ao Dia do Pai 2012

Comemorando o Dia do Pai a ASSODREC (Associação de Solidariedade Social) homenageou todos os pais portugueses (em particicular os paradenses), no dia 18 de Março de 2012, com um almoço de confraternização no edifício da ex-sede de Junta de Freguesia de Parada de Gonta.

No discurso do presidente da Associação, Sr. Fernando,  foi referido o agradecimento a todos os que estiveram presentes neste evento e a todos que ajudam na associação. Também foi dito que se iria comemorar o dia da mãe com missa campal e ainda que, no próximo Domingo, dia 25 de Março,se irá realizar uma Assembleia da ASSODREC pelas 17 horas, para prestação de contas e outras informações.

Neste evento não foi esquecido este dia como sendo um dos mais importantes do calendário evocando o pai como símbolo do amor, da família e da união.

Os paradenses corresponderam em força enchendo o salão existente, revelando um carinho especial por esta associação que muito nos diz e enche-nos de orgulho pelos serviços prestados aos mais idosos com que acarinham e promovem o seu bem-estar.
Que não se pense que é fácil gerir uma associação com estas características onde o seu objectivo principal é dar o melhor a quem a usufruí para que se sinta bem e possa ter uma velhice com mais qualidade de vida. A todos que colaboram e àqueles que praticam o voluntariado vão os mais calorosos parabéns porque são pessoas de bem.
Num mundo que só olha para o seu umbigo ter pessoas altruístas como esta gente anónima de Parada de Gonta é uma excepção que muito engrandece as gentes desta terra. As exceções constroem-se com alma, amor e dedicação e são um ponto de referência para os mais jovens.

A todos eles “muito obrigado”.


Não há pachorra para estas noticias..

 

Ao ler o Jornal Público deparei com esta notícia - estudo da OCDE  “Professores com salários mais altos do que trabalhadores com a mesma qualificação “ . Se é assim e como já sou um professor em final de carreira, com estas remodulações todas de agrupamentos em mega agrupamentos, da falta de alunos e da falta de componente letiva que se está a gerar atirando os professores para a situação de DACL, tendo estes que concorrer novamente para outros lugares, sujeitando-se a novas situações que para professores com certa idade são dificeis, e pensando na minha situação decidi fazer uma simulação para reforma e saber com que valores hei-de contar.

Dirigi-me à secretaria para fazer a simulação para reforma. Fui fazer uma simulação para um  professor em fim de carreira (55 de idade e 33 de serviço) no último escalão e como diz o estudo com um vencimento maior que qualquer profissional com a mesma qualificação e se tem um vencimento maior, lógico será, que também terá uma reforma maior. Depois da entrada dos vencimentos no simulador da cga, eis que vai sair o vencimento para a minha reforma dourada, pensando eu e acreditando na imprensa que temos e numa organização OCDE que devia também ser rigorosa e ter mais cuidado com os relatórios que publica.

Eis então que surge a reforma dourada, 869 € para um final de carreira com 33 anos de serviço, mas,  se fosse assim não seria dourada mas ajudava, só que este valor é ilíquido e com os descontos ficaria com pouco mais que 600€. Ora se existe uma equivalência entre o que se ganha e a reforma que vai ter, a questão fica no ar, se o vencimento dos professores é assim tão elevado, lembro  que este é um vencimento do top dos professores ou seja do último escalão,  com 33 anos de serviço e 55 de idade como será será o vencimento da maioria dos outros proffissionais? Pelo que sei  do que se passa à minha volta de profissionais de outras classes e com menos tempo de serviço, os valores que apresentam de reforma não são tão baixos, mas isto é um aparte.

Então a quem serve esta desinformação? Estas coisas costumam aparecer em altura de negociações entre sindicatos e governo, isso é verdade, mas tão descarados a mentir é que custa. Será assim licito perguntar: há pachorra para estas notícias? Pensando no futuro esta verba nem para um lar social de 3ª idade dá. Quem é que arranja um lar de 3ª idade a menos 1000€ por mês? A quem servem estas notícias? A quem se quer intoxicar?

Professores portugueses façam vossa simulação e vejam se não ficam indignados com as mentiras que correm.


Semana da Leitura – Jardim de Parada de Gonta

Decorreu de 05 de março a 09 de março a semana da leitura que pretende sensibilizar as crianças e Pais para a importância do livro e da leitura, sensibilizando os Encarregados de Educação para uma maior intervenção no quotidiano escolar dos seus filhos e alargar o espaço do Jardim de Infância à comunidade educativa; Assim, tivemos a presença do Sr. Carteiro no Jardim que amavelmente nos contou uma história e que nos abriu caminho para a exploração de tudo o que gira à volta dos correios; Neste sentido, escrevemos cartas e fomos aos Correios da localidade para enviar uma carta para Timor;

            Tivemos, também a presença de algumas mães que nos vieram contar histórias e até tivemos pequenos excertos de teatro alusivo a algumas histórias contadas por um grupo de mães;

            A educadora preparou, também a História “ A que sabe a lua “ para contar na Escola do 1º Ciclo de Parada de Gonta e na biblioteca do Agrupamento de Escolas de Lajeosa do Dão, onde assistimos à fantástica história: “ A Princesa Baixinha” levada a cabo pela equipa da Biblioteca;

            Na Escola do 1º Ciclo de Parada, também convivemos com a Poetisa Filipa Duarte que preparou umas atividades para as crianças de ambos os Ciclos.

            Como dá para ver…foi uma semana muito preenchida e muito rica em vivências….

            A todos os que colaboraram,

Muito Obrigado!

A Educadora de Infância,

Mª da Conceição Rei


Concursos - versão acordada em comparação com as propostas do MEC e o diploma base

 

Existem colegas na educação que quase não há palavras para os descrever de tal maneira são a informar e esclarecer todos colegas que precisem. Sabendo nós que no reino da educação anda sempre tudo em mudanças devido e conforme os dirigentes que vamos tendo, é legislação sobre legislação e ainda mais legislação, que basta um pequeno descuido ou uma má interpretação dum diploma para ficar sem trabalho ou ir parar para onde não queria. Claro que me estou a referir aos professores e aos colegas que estão sempre a ajudar na divulgação e análise da legislação e ainda aconselhando quando questionados nos seus blogues. Refiro-me aos donos dos blogues: ad duo; Blog DeAr Lindo e Blog Professores Lusos que fazem um trabalho notável a nivel de educação. Para quem quiser estar informado em coisas da educação tem estes 3 blogues que são do melhor que há.

Como atrás tinha dito sobre o diploma de concurso de professores, a vitória que alguns sindicatos anunciavam sobre o acordo deste diploma não seria tão eufórica se fossemos fazer a comparção real, ou seja a verdadeira comparação que devia ser entre o diploma base de concurso e o acordo final que será o futuro diploma de concursos. Pois essa comparação aparece num documento muito bem elaborado do blog ad duo, o qual o retirei para me orientar e divulgar neste blog. Os meus parabéns ao ad duo.

VERSÃO FINAL ACORDADA EM 28 DE MARÇO COM A FENPROF


Um Olhar de além do rio sobre Parada de Gonta

Pintura a acrilico s/tela

Depois do post Domingo em casa ficou a promessa de colocar a Igreja Matriz de Parada de Gonta e a Escola Fontes Pereira de Melo, atualmente escola do 1º ciclo)  na mesma tela. Este plano só foi conseguido na estrada nacional nº 337, para além do Rio Pavia, no cruzamento que vai para Silgueiros e o que vai para a Lajeosa do Dão.

Aqui fica o meu postal de Domingo sobre Parada de Gonta.


53º Convivio do Grupo do Tacho

Foi o 53º Convívio do Grupo do Tacho.

Decorreu no Restaurante de Sabugosa o convívio do Grupo do Tacho.

O grupo começou a juntar-se pelas 19.30 h junto aos cafés de Parada de Gonta e depois deslocou-se para Sabugosa. Estiveram 12 comensais em pleno convívio enquanto deglutiam um prato de carne de porco à alentejana acompanhado dum bom néctar da região. Os temas de discusão foram os mais variados e a crise que o país atravessa foi o mais debatido por ser um tema comum a todos. Parada de Gonta também esteve em discussão e a ideia já levantada em tempos atrás, sobre o grupo organizar um evento na terra está ainda em discussão. Lembre-se que apesar das discussões sobre temas da atualidade, o principio orientador do grupo do tacho são as amizades que se constroiem o seu valor principal.

Depois grande parte do grupo deslocou-se para o a ACR “Os Amigos” e continuou com o convivio e alguns temas da discussão até às tantas.

Quanto ao convívio decorreu com total harmonia, humor e alegria.


Go to ImageShack® to Create your own Slideshow

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pág. 1/2