Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Educação e Arte são a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Educação e Arte são a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

Café concerto / Café Avenida em Parada de Gonta


Já no final do espetáculo um grupo de paradenses a cantar..


Com o espaço do café completamente cheio de jovens, o café Avenida promoveu um café concerto com a banda 100Stress. Estes eventos tem sido frequentes e tem agradado muito aos jovens paradenses que aderem em força. Parabéns ao café Avenida!.


Desvalorização da classe docente.

Numa semana de luta pelo trabalho organizada pela intersindical e com o apoio de várias associações e organizações entre as quais a da Fenprof, vem à baila as condições de trabalho dos professores e a desvalorização que vem sendo feita da classe docente ao longo da última década.

Pelo menos os professores, porque dos outros organismos da função pública muito se diz e depois se contradiz, os professores começaram a sofrer na pele com a ferocidade das hostilidades do ex-primeiro ministro Sócrates, que, começou por dividir as classes profissionais para depois as atacar e encobrir os seus desvarios.

Começou por dizer que era uma classe que ganhava muito para o trabalho que fazia e outras classes o apoiaram na esperança que nada lhes acontecesse.

E assim desde 2005 que foram congeladas as progressões, foi retirado/reduzido uma percentagem do ordenado a todos os professores, que devia ser passageiro mas ainda hoje se mantém e parece ser definitivo. Além destas reduções agravou as condições de trabalho tornando-as péssimas com um exagerado número de horas de trabalho com alunos que não contam como letivas e burocratizou de tal forma o ensino com imensa legislação que se tornou tralha para os professores preencher nas imensas reuniões para o efeito.

Até que o governo de José Sócrates caiu, entrando o de Passos Coelho que se colocou ao lado dos professores na maioria das suas reivindicações mas logo que foi governo esqueceu o prometido.

Esqueceu e ainda agravou as condições desta classe profissional com  a retirada do ordenado dos 2 subsídios e não colocando milhares de professores com uma politica de racionamento,  aumentando a carga horária aos professores, aumentando o nº de alunos por turma e cortando muitos dos apoios que se faziam nas áreas não curriculares que também desapareceram.

Uma das disciplinas que desapareceu com esta nova estrutura curricular do governo de Passos Coelho foi EVT (Educação Visual e Tecnológica) que foi também atacada pelo governo de Sócrates retirando-lhe o par pedagógico mas a qual foi muito contestada e teve o apoio do PSD de Passos Coelho e o CDS de Paulo Portas, ironicamente os 2 partidos do governo que acabaram com a disciplina criando ainda mais desemprego as estes professores.

Vem isto a propósito da desvalorização do trabalho dos professores pelo que vejo na escola onde estou e creio que nas outras se passará o mesmo, muitos dos professores e são mesmo muitos os que já trazem marmita para comer na sala dos professores. Aquela sala de professores virou local para refeições e na quinta-feira era um cheirinho que pairava no ar.

Apercebi-me por uma assistente operativa que disse na direção que era melhor colocar o micro-ondas na parte de fora do bar para que as pessoas se servissem dele, porque ela, não podia servir os professores e funcionários, porque agora com menos auxiliares na escola tinha que servir em vários lados.

Principalmente nos últimos dez anos esta classe, como muitas outras, vem sofrendo na pele as politicas erradas dos governos e para quê?

Em dez anos o que o país mudou...quantas esperanças perdidas...

 

Obs: Só gostava de ver o Sr. António Borges, aquele que nada diz de útil ao país, levar marmita para o trabalho!.Como pode um fulano destes de barriga cheia falar sobre o que não sabe...


Vindimas em Parada de Gonta

 

 Uma Vinha e um Lagar

São as fotos do momento em Parada de Gonta, assim como em todo o País.

Em Parada de Gonta ainda são muitos os que vindimam para casa e para isso têm um lagar na adega. Depois das uvas deitadas no lagar é o momento da pisa. É um ritual alegre onde as pessoas se divertem com anedotas enquanto fazem o trabalho da pisa. Mesmo em Parada de Gonta já começa a escassear este ritual da pisa porque a maioria tem contrato com as adegas.


Vindimas em Parada de Gonta



Uma Vinha e um Lagar.


São as fotos do momento em Parada de Gonta, assim como em todo o País.


Em Parada de Gonta ainda são muitos os que vindimam para casa e para isso têm um lagar na adega. Depois das uvas deitadas no lagar é o momento da pisa. É um ritual alegre onde as pessoas se divertem com anedotas enquanto fazem o trabalho da pisa. Mesmo em Parada de Gonta já começa a escassear este ritual da pisa porque a maioria tem contrato com as adegas.


Um reino em queda..ep1

Desenho a tinta de esferográfica..

 

Era uma vez…

Um pequeno reino, distante do rebuliço dos grandes reinos, que se situava num pequeno lugarejo pertencente ao grande império-mor. O império-mor, por sua vez, é o senhor de todos os reinos e é constituído por muitos pequenos reinos, maioria do reino, e poucos grandes reinos, estes muito submissos ao império-mor.

A particularidade do pequeno reino é que o seu povo trabalhava e vivia contente com o que fazia, sempre com aquele sorriso de confiança no reino, em resumo era um povo alegre e feliz que prestava as suas contas ao império-mor e cumpria os objectivos da sua missão. Acontece que o grande império-mor gastou mais que o que devia e para poupar uns euros decidiu cortar nos pequenos reinos, mesmo que estes tenham zelado e cumprido com requisitos de qualidade a soberania do reino, juntando-os ou agregando-os aos grandes reinos. Com uma arrochada e a coberto de um imperativo nacional cortam-se as asas aos pequenos reinos.

Também este por ser pequeno, o império-mor resolveu agrega-lo a outro reino da região, muito maior, chamado “mega poupa recursos” que achava que o pequeno reino, por serem felizes e terem vastos recursos, era um reino de mordomias. Então com a bênção do império-mor o reino “mega poupa recursos” decidiu que o pequeno reino não pode viver assim, e trás, toca a tirar-lhe os seus recursos conquistados através de uma boa gestão, transparente e rigorosa, mas aberta e partilhada ao longo dos anos.

O pequeno reino vai resistindo sem muitos dos recursos que tinha e até mesmo sem rei, o que parece não ser do agrado do grande reino “mega poupa recursos”.

No pequeno reino, cada problema que surgisse tinha uma solução bem determinada, agora por mais pequeno que seja o problema é um problema sem solução, porque os problemas do pequeno reino são muito diferentes dos do grande reino, até o meio é diferente, e este não tem soluções para poder responder a estes novos pequenos problemas.

Os pequenos problemas vão-se amontoando e podem dar origem a grandes problemas que por sua vez podem desmoronar qualquer grande reino.

O império que se cuide…

Obs: Qualquer semelhança com a realidade é pura ficção.


Programa do debate "A Blogosfera e a Discussão das Políticas Educativas em Portugal"

6 de Outubro, Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha

9.45 - Abertura

10:00 - 11:15 - O Modelo de Gestão Moderador: Paulo Prudêncio (Correntes) Participantes confirmados: Mário Carneiro (O Estado da Educação e do Resto); Ricardo Silva (APEDE)

11:15 - 11:30 - Intervalo

11:30 - 12:45 - Vinculação: Ordinária ou Extraordinária? Moderador: Arlindo Ferreira (Blog DeAr Lindo) Participantes confirmados: César Israel Paulo - Associação Nacional dos Professores Contratados (ANVPC), Jorge Costa (Peticionário ao Parlamento Europeu) e Miguel Reis do MEP, Grupo de Protesto dos Professores Contratados e Desempregados.

Intervalo para Almoço

14:30 - 15:45 – Gestão de expectativas no seio da classe docente e Da burocracia à desinformação na Educação Moderadores/Participantes confirmados: Nuno Rolo/Abel Martins (Ad Duo) e Ricardo Montes/Nuno Coelho (Professores Lusos) e Luís Braga (Visto da Província)

15:45 - 16:00 - Intervalo

16:00 - 17:15 – Autonomia/Centralismo Moderador: Paulo Guinote (A Educação do meu Umbigo) Participantes confirmados: José Alberto Rodrigues (APEVT), José Morgado (Atenta Inquietude) Rui Correia (Postal – Um Verbário)

17.30 - Encerramento

Inscrições aqui (até 30 de setembro). Para inscrições com comunicação, utilizar o seguinte endereço de correio eletrónico: iniciativablogger@gmail.com


À festa o que é da festa!..Postal de Parada de Gonta ...103

Mais uma vez coloco o tema sobre os lucros da festas de Santa Ana de Parada de Gonta.

Como já alertei neste post “ Festas de Parada de Gonta e o menino que fica”  e também neste "Dinheiros das festas de Santa Ana" sobre a utilização dos lucros destas festas. Em tempos eram aplicados em melhorias para as festas seguintes, de lembrar que já foram comprados cobertura para palco, frigoríficos e arcas que eram guardados em certos locais para poderem ser utilizados nas festas seguintes. Mas como os tempos mudam e nada permanece para sempre, umas vezes para o bem da humanidade com as novas invenções em prol da humanidade e outras menos bem como as crises geradas por egoísmos de homens sem escrúpulos. Em Parada de Gonta como terra dinâmica que foi e ainda é, também mudou a forma de utilização destes dinheiros, tendo algumas ajudado Associações, outras feito infraestruturas para a terra e outras ainda têm o dinheiro por vários bancos sem qualquer utilização.

No mesmo post que refiro em cima, disse e cito “Como ainda existe outra conta mais antiga duma comissão de festas que fiz parte com o Francisco (pardal), já lhe falei e vamos colocá-las ambas na mesma conta que servirá para um dia se houver uma das festas que corra menos bem, haver como que um seguro para cobrir os prejuízos.”, ainda não se conseguiu fazer a tal conta com todos os dinheiros, embora eu já tenha abordado várias pessoas que não mostram interesse porque é sempre uma responsabilidade e também existe um certo receio porque se sabe que nem todos estão de acordo podendo ser hostilizados por isso.

Acontece que surgiu o imprevisível e a Festa de Santa Ana de 2012 deu prejuízo! Três elementos da comissão de 2012, Sr. Fernando Marques, Sr. Luís e o Miguel, vieram pedir auxílio à comissão de festas de 2008, à minha pessoa, já que tinha este dinheiro numa conta só com o meu nome. Informei alguns membros da comissão de 2008 e o presidente da mesma que aceitaram o pedido, já que em tempos esse dinheiro tinha ficado em ata que era para a comissão seguinte, só que como houve lucros também não o quiseram.

Apesar de ainda não terem sido apresentadas as contas públicas da festa ao povo, a Comissão de Festas de Santa Ana 2012 quer saldar a sua divida e pagar 780,00€ a quem deve, sendo este dinheiro o pedido.

Como está referido neste blog “Comissão de Festas de Ana 2008”, o dinheiro que foi depositado foi 2.170,71€ e rendeu de juros 52,39€ ficando o saldo total de 2.223,10€.

No dia 21 de Setembro de 2012, foi dada a quantia de 780,00€ (setecentos e oitenta euros) ao Sr. Fernando Marques e o Sr. Luís, membros da comissão de festas de Sant Ana 2012.

Assim foi levantado do depósito a prazo a quantia de 780,00€ e o restante 1.443,10€ fica numa conta à ordem a partir de ontem, dia 21 de Setembro de 2012 e para que fique registado.

 

Quanto ao futuro dos lucros das contas das comissões de festas de Santa Ana, a minha opinião é que devia haver uma conta única com todos os dinheiros das festas.


Conselhos Úteis no Regresso às Aulas.

 

Algumas dicas muito importantes no regresso às aulas.

Aproximando-se o ano letivo 2012-2013, a Direção-Geral do Consumidor disponibiliza, de novo, em parceria com a APED – Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição uma brochura com o objetivo de promover a saúde e segurança dos mais novos, com dicas para os pais mas também para as crianças e os jovens em idade escolar.

A brochura em formato eletrónico alerta para os cuidados na escolha, compra e utilização de artigos escolares, transmite alguns conselhos quanto à prevenção de riscos para a saúde e segurança das crianças e jovens em idade escolar e alerta pais e filhos para a importância de uma alimentação saudável e para a utilização segura da internet. Consultar a brochura.

Conselhos de Segurança para Alunos from Agostinho Silva



Apresentação do livro: Do Coma para a Vida.

 

 

Fui este fim de semana a Penafiel à apresentação do livro “Do Coma para a Vida” a convite da autora Ana Mário devido à grande amizade que nutro com a sua mãe Ana Paula a heroína do livro.

O livro tem prefácio do Presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Alberto S Santos,  que com um auditório completamente cheio, muita gente ficou de pé e muita gente não conseguiu entrar, deu início à sessão de abertura da apresentação do livro. É um livro cheio de emoções e sentimentos muito fortes onde a filha conta o dia-a-dia da sua mãe a lutar pela vida no hospital de Penafiel.

É um relato impressionante que gerou uma onda enorme de solidariedade das gentes de Penafiel para com a família da Ana Paula. Como são uma família também para mim (vivemos juntos porta com porta) também o meu enorme apreço e a minha gratidão por este livro ter, pode-se considerar apesar do sofrimento passado, um final feliz. Uma leitura para corações fortes…


Se morrer..que seja de pé!.

Hoje dia 14 de Setembro foi o último dia do prazo dado pelo ministério da educação para a abertura do ano letivo de 2012/2013. A escola EB 2,3 Mota Pinto assim como a maioria das escolas neste país também fez neste dia a receção ao aluno, não uma receção como em outros tempos (receção em 2011, receção em 2010,…, ou receção em 2007) mas uma receção simples entre apenas o diretor de turma, os alunos e os pais/encarregados de educação numa sala onde lhes foram dadas todas as informações.

Como somos um povo distraído e o povo de influência deste agrupamento não foge à regra, foram muitos os pais que estranharam a diferença de tratamento na receção aos seus educandos onde era disponibilizado a todos um programa com as atividades desse dia com a chamada “Receção ao caloiro” onde os alunos mais idosos apadrinhavam os alunos que entravam pela 1ª vez nesta escola e juravam acompanhar e ajudar sempre que necessário o seu afilhado.

Ainda hoje uma encarregada de educação lembrou a ajuda que foi ter uma madrinha que a orientou e o quanto foi importante para ela nesta escola. Pois foi explicado que as coisas mudaram e esta escola foi agregada a Tondela passando a ser gerida por uma CAP (Comissão Administrativa Provisória) que está situada na escola sede do agrupamento. O que se faz aqui é decidido em conjunto com todos os elementos dessa escola sede para que haja uniformização de formas de atuação em todas as escolas pertencentes ao mega-agrupamento. As coisas mudaram e os pais e alunos têm que se adaptar à nova realidade.

E a nova realidade diz-nos que esta escola vai ter menos funcionários, como já foi notado por alguns, menos recursos em toda a linha como manda a troika, os principais serviços passam para Tondela e inclusive a tomada de decisões do órgão de gestão.

Quando chegamos perto do top do ranking nacional, cito post “Fonte: Correio da Manhã, Sic e Expresso, No Ranking Nacional do Jornal de Noticias e Jornal Público, ficamos em 125º lugar a nível de escolas, a Matemática no 51º lugar e a Português 567º lugar. A nível de distrito, das 61 ficamos no 6º lugar entre escolas públicas e privadas, sendo a 3ª pública”, é que nos tiram o que foi conseguido com uma boa organização de escola, uma boa gestão de recursos e uma identidade bem marcada no meio onde estava inserida. Foi um percurso de vinte anos mas foi conseguido o objetivo.

A nível de atividades de escola foi também um ano de prémios ( agrupamento da lajeosa de parabéns!)

As coisas mudaram e o dia foi de tristeza com a despedida de alguns funcionários da escola e amigos que já tinham guia de marcha para outra escola. As amizades e o profissionalismo de tantos anos em perfeita harmonia, identidade com a escola esvai-se com o rumo que cada um tem de seguir.

A escola tal como era acabou-se e teremos que construir outra identidade de acordo com a nova realidade se quisermos que ela não morra. Se morrer que morra de pé!.


Arranca o ano letivo 2012/2013.

Hoje dia 10 de Setembro é o 1º dia do arranque oficial do ano letivo de 2012/2013. De 10 a 14 de Setembro, todas as escolas/agrupamentos iniciam as suas atividades com os alunos. São milhares de alunos, milhares de esperanças num futuro que se avizinha enublado mas que se acredita que é uma fase menos boa dum país à procura do seu ajustamento e por isso é passageira. A procura do país nesse ajustamento também trouxe às escolas medidas que mudaram completamente a face da escola tal como a conhecíamos.

A nova estrutura curricular com a extinção de certas disciplinas e áreas não curriculares, o aumento de alunos por turma e a fusão dos agrupamentos em mega-agrupamentos levaram a que muitos milhares de professores ficassem apreensivos com as suas colocações. Foram milhares os professores contratados que ficaram sem colocação e também foram alguns milhares os professores do quadro que ficaram sem componente letiva. São também muitas as escolas que deixaram de ter os seus órgãos de direção passando os seus centros de decisão para a escola sede do mega-agrupamento.

Os alunos terão que se contentar com turmas maiores e com a extinção da disciplina de EVT no 2º ciclo e ET do 3º ciclo, às quais mantinham uma certa empatia por serem disciplinas da área prática do saber-fazer. Em troca reforçaram-se com mais horas no currículo algumas disciplinas que o Ministro da Educação, Nuno Crato, considra serem essenciais. A história o julgará.

O certo é que o novo ano letivo começa num ambiente de contestação. A Federação Nacional de Educação discorda da redução do número de professores como consequência do menor número de alunos. O Governo já disse que a medida é inevitável, face à perda de 200 mil alunos nos últimos anos. A Oposição também contesta as decisões do Ministério da Educação. Diz que há falta de diálogo e incapacidade para as famílias suportarem os custos com o ensino em tempos de crise. Os sindicatos afirmam que o aumento do número de alunos por turma é um erro para melhores aprendizagens. O governo contrapõe com a falta de existência de estudos que digam que o número de alunos por turma tem influência nos bons resultados.

Sendo assim, para todos os Estudantes que passam por este blogue ficam os votos de sucesso académico para o ano letivo de 2012/2013. Com trabalho tudo se consegue. Nada de facilitar se queremos atingir o objetivo do sucesso académico e com qualidade.

Para os professores medidas muito contestadas foram implementadas de acordo com o rumo das políticas educativas do governo. A apreensão vai continuar mas o profissionalismo, o gostar daquilo que se faz leva-nos a ultrapassar as barreiras que com mais ou menos dificuldades serão de certeza ultrapassadas.

A todos os Professores e outros Atores Educativos resta-nos a esperança de que num outro ano as coisas melhorem.

Bom Trabalho!..


Igreja Matriz de Parada de Gonta - Lindíssimo Postal.


 


Este olhar da Lage da Cruz sobre a Igreja Matriz de Parada de Gonta é dos mais lindos e é um autêntico postal. A imponência da Igreja com o casario em volta e ainda a frescura do verde dos montes lindissimos ingredientes para a belez da foto.


Ao carregar na foto abre-se a própria foto em ponto maior para ver todos os pormenores do sitio onde se encontra a igreja.


Feira Mensal de Parada de Gonta


 


Foto do dia.


Aspeto da Feira Mensal de Parada de Gonta do mês de Setembro de 2012.


Já foi uma feira bastante concorrida com muitissima gente mas a crise leva a isto. Pouquissima gente nas compras e muito desânimo nos pouquissimos feirantes.


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pág. 1/2