Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto e ao que me rodeia! Educação é a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! email: ag_silva@hotmail.com

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto e ao que me rodeia! Educação é a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! email: ag_silva@hotmail.com

Visita de Estudo à Assembleia da República 2014

 

Os alunos do Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo fizeram no dia 24 de Abril uma visita de estudo a Lisboa e integrada nesta visita estava a Assembleia da República. Na Assembleia da República os alunos tiveram o privilégio de visitar o edificio tendo como guia o nosso conterrâneo o Ex.mo. Deputado Dr. João Carlos, e atual Presidente da Junta de Freguesia de Canas de Santa Maria.

Aguarda-se um texto dos alunos que fizeram a visita.

Ver vídeo:

 

Parceria com o Jornal Online As Nossas Vozes


Os 10 mosqueteiros da malha

 Os 10 mosqueteiros da malha

Inserido nos jogos desportivos de Tondela, a adrc de Parada de Gonta  também vai apresentar a sua equipa nas várias modalidades.

Para começar a adrc convidou os seus 10 mosqueteiros da malha para fazer um treino e verificar os pares  que melhor se agrupavam para o referido concurso. Debaixo de uma chuva intensa os vários pares agruparam no treino e jogaram de acordo com as regras, porque nunca se sabe se na altura dos jogos estará sol ou chuva.

Todos sabiam que ganhando ou perdendo tinham direito a um convívio na sede da ADRC de Parada de Gonta como veio a acontecer. As eliminatórias decorreram dentro da normalidade apesar da chuva.

Acabadas as eliminatórias entrou-se num convívio de febras assadas aconchegadas com um vinho da região que como todos sabem é do melhor desta região dão.

Depois deste convívio fomos até uma associação de Farminhão-Viseu animar a malta daqueles lados.

Jogou-se de tudo mas o mais importante foram as amizades que se partilharam e o convívio entre amigos.

Foi bom e é bom que se repita.


25 abril...40 anos depois.

(desenho a lápis de cor em homenagem ao 25 de Abril)

40 anos depois…

Faz 40 anos que nasceu a liberdade acabando-se com o medo.

Foi o despertar dum povo que tinha os olhos vendados, que não tinha direitos, que era injustiçado, que não tinha liberdade de expressão, que era psicologicamente amordaçado pela censura, que fazia a guerra, que não promovia a paz e sem saber porquê? Foram tempos de escuridão.

Recordar as conquistas de Abril com o regresso dos políticos exilados, as grandes manifestações com os cânticos de esperança que enchiam qualquer praça, o poder de discutir e dar a sua opinião nas assembleias, o escrever sem medo, o poder de pertencer como homem livre a qualquer órgão ou instituição, o poder lutar pelos direitos do trabalhador, o poder de ter direito à saúde, educação e justiça, fazem parte do baú que hoje, passados 40 anos da Revolução de Abril, parecem estar a desvanecer.

Passados 40 anos a esperança do povo de Abril vai-se desvanecendo à medida dos anos passados. A sociedade de lazer que estava prometida não chegou.

Com o advento da globalização certos direitos começaram a ser postos em causa com o objetivo da produtividade e do lucro, o homem torna-se uma máquina produzindo cada vez mais, e sempre com objetivos de lucro mais elevados, levando a que haja mais produto para vender do que aquele que pode ser comprado, dando-se o colapso e abrindo uma crise financeira que ainda não se sabe quando terminará. Tudo isto em prol do lucro capitalista. O ser humano trabalha mais, produz mais mas o lucro não vai servir os interesses do trabalhador mas sim o do capitalista. Está-se a construir uma sociedade cada vez mais desigual em que poucos têm muito e muitos têm pouco.

Á medida do tempo as conquistas de Abril vão-se desvanecendo e são postos em causa os direitos dos trabalhadores, o direito ao trabalho, a fome começa a imperar, a liberdade de se expressar a ser questionada, a degradação dos valores morais e éticos é uma constante, a falta de solidariedade, tudo fruto do egoísmo dos homens em favor dum capitalismo selvagem do qual os políticos e a sua política são os principais responsáveis.

Atualmente com a Troika até a nossa independência é posta em causa. Já não somos nós como país que governamos e comandamos os seus destinos. São eles que nos dizem o que devemos fazer. Pena que um pais com tanta história esteja sob domínio de outros e seja comandado na tomada de decisões como se de um  imperialismo se tratasse.

É um trio que nos estendeu uma mão amiga para nos proteger, emprestou-nos dinheiro, mas com a outra nos tira em juros. É este trio comandado por uma Alemanha com interesses no empobrecimento do país que nos dizem como devemos ser governados.

O Abril duma sociedade com direitos e justiça para todos foi-se.

Ao fim de 40 anos de revolução é justo perguntar o que falhou?Os ideais ou a política?

Claramente na minha opinião foi a política feita pelos nossos políticos. Como tudo neste país se vai  perdendo, o verdadeiro sentido de Abril também, mas recordo com orgulho o ter assistido a data tão importante (ver a minha 1º lição sobre Abril) e tenho esperança que o verdadeiro significado do 25 de Abril um dia ainda venha acontecer.

Agostinho Silva


Diploma relativo ao segundo concurso extraordinário de vinculação publicado em Diário da República

Foi publicado hoje em Diário da República, o normativo legal que estabelece um regime excecional para a seleção e o recrutamento do pessoal docente dos estabelecimentos públicos da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário na dependência do Ministério da Educação e Ciência.

Para acederem ao mesmo, cliquem na imagem abaixo.

Requisitos de Admissão

1 – Podem ser opositores ao concurso os docentes que, à data da respetiva abertura reúnam cumulativamente os seguintes requisitos de admissão: a) Possuam qualificação profissional, nos termos estabelecidos pelas Portarias n.ºs 693/98, de 3 de setembro e 192/2002, de 4 de março;

b) Estejam em exercício efetivo de funções docentes em estabelecimentos públicos do ensino artístico especializado da música e da dança, com contrato anual de horário completo, na dependência do Ministério da Educação;

c) Tenham pelo menos 1825 dias de serviço efetivo prestado no ensino artístico especializado da música ou da dança;

d) Tenham prestado funções docente nos termos da alínea anterior, em pelo menos 1095 dias sucessivos nos últimos seis anos letivos imediatamente anteriores à data da abertura do concurso, em regime de contrato de trabalho com horário anual e completo;

e) Preencham os requisitos previstos no artigo 22.º do Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 139-A/90, de 28 de abril, na sua redação atual, adiante designado abreviadamente por ECD.


Regresso às aulas 2014


Desenho a lápis de cor

Depois das miniférias de Páscoa..o regresso às aulas.

Para todos os estudantes que passam por este blogue, Arte por um Canudo 2, ficam os votos de um bom estudo e sucesso académico para o 3º período do ano letivo de 2013/2014. Com objetivos, trabalho e estudo tudo se consegue.

Para os professores que também passam por este blogue, ficam os votos para que tenham um bom desempenho nas suas funções.

Na EB da Lajeosa do Dão, o 1º dia de aulas para os alunos do 9º ano começa assim..Boa sorte.

Aviso

Testes Key for Schools

Avisam-se todos os alunos que por motivo do teste Speaking do Key for School, dia 22 de abril (3ª feira), as salas 14, 15 e 16, estarão ao serviço dos exames a partir da 14.00h.

As casas de banho contiguas também estarão interditas assim com a passagem pela escadaria nesse local.

Os alunos do 9º ano serão chamados a partir das 14.00h para a sala de espera que funcionará na sala 16.

Os alunos serão chamados a partir da sala de espera 16 para a sala 14 onde funcionarão as provas orais.

Os alunos serão chamados aos pares (2 alunos) e a sua prova durará entre 8 a 10 minutos. O último grupo é que poderá ser impar (3 alunos).

As aulas na escola decorrerão em horário normal e os alunos do 9º ano que acabam a prova devem dirigir-se imediatamente para a sala onde deverão ter aulas.

P`La diretora

Agostinho Silva


Visita Pascal 2014 - Tradições

Três momentos da visita pascal em Parada de Gonta

É dia de Páscoa, dia da ressurreição, dia da familia, dia da paz e dia de quantos adjetivos que acarinham este dia especial. É também dia de tradições e Parada de Gonta também a mantém bem viva.

Num dia ameno e sem chuva Parada de Gonta mantém a tradição da visita Pascal. Hoje, sairam 2 cruzes rumo ao povo. Mais tarde, já no final da visita pascal, quando se juntam as 2 cruzes no terreiro é a vez da procissão com todo o povo a cantar rumo à igreja para recolha das cruzes. Neste dia é tradição também das familias se juntar para  almoçar.

Ao almoço também é tradição o cabrito ou borrego assado em forno caseiro, onde geralmente se cose o pão.

Como nem todos têm fornos é tradição também pedir ao vizinho e juntos acendem o forno para os assados.

Tradições que não se perdem e perduram no tempo.

 


FELIZ PÁSCOA - Rosto de Cristo 2014

 

Pintura em acrilico s/tela (carregar na imagem)

Rosto de Cristo feito em tinta acrilica s/ tela especialmente para desejar a todos os amigos bloguistas que visitam o blog Arte por um Canudo 2 que tenham umas excelentes festas e uma ótima Páscoa.

A todos desejo Uma PASCOA FELIZ!..

 

Obs: Poema da bloguista Rosa (Azoriana)

 

O Desenho d'Esse olhar
Parece tão verdadeiro
A dor quiseste desenhar
Mas o olhar eu vi primeiro.

Quiseste ao mundo mostrar
O rosto, sem corpo inteiro,
Que a mim fez contemplar
O olhar são, pioneiro.

A dor se fez por três dias
E ao terceirou se desatou
Transformou-se em alegrias.

Nesse olhar eu me detenho
Foi Deus que te inspirou
Deu mais fé ao teu desenho.

RS Azoriana


Ceia da Páscoa do Grupo do Tacho 2014

(carregar na imagem)

Ceia da Páscoa do Grupo do Tacho

O Grupo do Tacho comemorou a quadra Pascal com a realização do seu 64º convívio. A Páscoa, tal como o Natal, tem na sua génese a união entre famílias, o convívio, a partilha, a amizade e aproveitando a vinda de alguns paradenses que se encontram a passar a Páscoa com as suas famílias realizou-se a Ceia da Páscoa do grupo em honra desses amigos que nos visitam. Neste convívio tivemos representações do Canadá e da França.

Com o regresso destes paradenses que labutam fora de Portugal, a Ceia da Páscoa do Grupo do Tacho é um meio de convívio para que os emigrantes e os paradenses residentes  partilhem as suas vivências.

Com os emigrantes paradenses, o convívio do Grupo do Tacho torna-se mais animado e é também uma forma de comemorar o seu regresso a Portugal. Apesar das contrariedades por que passam, não esquecer que alguns estão separados das famílias, não esquecem o grupo e fazem questão de estar presentes nestes convívios da Ceia de Páscoa ( muitos chegaram hoje mas não a tempo de participarem no convívio do GT)   que todos anos se realiza. São amizades que perduram e que nos orgulham de ser o valor principal como princípio orientador do Grupo do Tacho.

Também para os paradenses residentes a vida de cada um tem os seus encantos e desencantos e por vezes  é difícil parar, olhar para os outros, de tão atarefada que ela é, que não nos deixa tempo para estar com os amigos. Somos de Parada de Gonta e muitas vezes só nos encontramos nestes convívios. Os afazeres de cada um não deixam também margem para se encontrarem e simplesmente conversar.

É o que acontece nestes encontros, simplesmente amigos que partilham a sua amizade num jantar e a conversar e que  muito nos orgulham de sermos assim. Somos paradenses.

Esta Ceia de Natal foi realizada no restaurante do Tosco – Viseu com um bacalhau à lagareiro, (sexta-feira santa nada de carne) muito bem confecionado e apreciado por todos os elementos do grupo.

O Grupo do Tacho deseja a todos uma Feliz Páscoa.


Via Sacra em Parada de Gonta 2014

(carregar na imagem)

 

Realizou-se, sexta-feira santa, a Via Sacra em Parada de Gonta. Sem o esplendor doutros tempos mas mesmo assim a satisfazer a alma dos fieis foi realizada a Via Sacra com as devidas estações representadas por jovens. À volta da igreja e com muita criatividade foram apresentadas todas as estações da via sacra por jovens e sob o olhar de algumas dezenas de paradenses. O Sr. Padre e o diácono estiveram presentes em toda a cerimónia.

Parabéns aos jovens a aos menos jovens que ajudaram nesta representação.

 


Rosto de Cristo 2014

 

Pintura em acrilico s/tela (carregar na imagem)

Cristo feito em tinta acrilica s/ tela especialmente para desejar a todos os amigos bloguistas que visitam o blog Arte por um Canudo 2 que tenham umas excelentes festas e uma ótima Páscoa.

A todos desejo Uma PASCOA FELIZ!..

 

Obs: Poema da bloguista Rosa (Azoriana)

 

O Desenho d'Esse olhar
Parece tão verdadeiro
A dor quiseste desenhar
Mas o olhar eu vi primeiro.

Quiseste ao mundo mostrar
O rosto, sem corpo inteiro,
Que a mim fez contemplar
O olhar são, pioneiro.

A dor se fez por três dias
E ao terceirou se desatou
Transformou-se em alegrias.

Nesse olhar eu me detenho
Foi Deus que te inspirou
Deu mais fé ao teu desenho.

RS Azoriana


Passeio a Braga 2014

 

A minha rota nesta época de Páscoa.

De Parada de Gonta, rumei ao Porto e almocei no Dolce Vita  mesmo em frente ao estádio do Dragão e verifiquei a tristeza naqueles rostos depois da estrondosa derrota frente ao Benfica, eu mesmo sinto esse peso na alma de tamanha humilhação.

Depois rumei a Penafiel onde fui buscar meus pais para depois já com o carro cheio rumarmos a Braga. Na semana santa passar por Braga é ver um dos melhores eventos que existe retratando cenas da época da Páscoa. A cidade está toda enfeitada com motivos relacionados com os cortejos que existem em honra de cristo.

Foi lindo e foi um dia bem passado com os meus pais, filho e a minha esposa.

Para todos que passam neste blog Arte por um Canudo faço votos para que temham uma FELIZ PÁSCOA.

 


Por Tondela..

 

(carregar na imagem) Antigo Hospital de Tondela (

 

 


MANUAIS ESCOLARES - Adoção Formal e a Divulgação da Adoção

Ministério da Educação e Ciência
Estabelece os procedimentos para a adoção formal e a divulgação da adoção dos manuais escolares a seguir pelos agrupamentos de escolas e pelas escolas não agrupadas e fixa as disciplinas em que os manuais escolares e outros recursos didático-pedagógicos não estão sujeitos ao regime de avaliação e certificação, bem como aquelas em que não há lugar à adoção formal de manuais escolares ou em que esta é meramente facultativa
Artigo 16.º
Norma revogatória
São revogadas:

Uma sombra desejada.

(carregar na imagem)

Para começar o dia nada melhor que o céu colorido á sombra de uma árvore com as cores da primavera. A manhã por Viseu começa com um dia de sol que nos faz alegrar a alma. Uma ida a Viseu para análises , seguida de avaliações na escola e pelas 17.30h a ida ao dentista a Tondela.

Um dia em cheio com a alegria do encanto das cores da primavera. 

 


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pág. 1/2