Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Educação e Arte são a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Educação e Arte são a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

S. Simão 2016

S.Simão 2016 (9).jpg (carregar na imagem)

Todos os anos se comemora e mais uma vez juntamos a família de Parada de Gonta com a família de Lobão da Beira para festejamos com um almoço convívio o dia de S.Simão em Lobão da Beira.

Todos os anos comemoramos e festejamos a amizade entre as famílias. Nas festas de Parada de Gonta vem a família de Lobão da Beira a Parada de Gonta e nas festas de Lobão da Beira, como esta do S. Simão, vai a família de Parada de Gonta a Lobão da Beira.

Esta festa é uma feira anual com um espaço muito grande e onde se vende de tudo um pouco. O dia estava bom, com muito sol e a feira com muita gente nas compras. Estacionamento muito dificil para se conseguir ir até ao largo da feira.

Foi um Domingo de S.Simão bem passado.


À conversa com Cláudia Emanuel sobre a obra azulejar de Jorge Colaço

Realizou-se no sábado, dia 29 de outubro, na sede dos amigos de Parada de Conta, uma sessão cultural com a Dr.ª Cláudia Emanuel, investigadora e estudiosa dos painéis de Jorge Colaço.

Perante cerca de meia centena de pessoas interessadas nestes temas da pintura/cerâmica de Jorge Colaço, vereadores da Camara Municipal de Tondela, presidentes das associações paradenses e muitos outros convidados, a investigadora apresentou o seu trabalho em PowerPoint onde constavam muitos dos trabalhos considerados de relevo e que são matéria de estudo para a sua tese de doutoramento. A mesa tinha como moderador o Dr. Vale de Figueiredo estudioso de temas sobre o Património de Parada de Gonta.

A Dr.ª Cláudia Emanuel realçou a importância de Jorge Colaço com as suas técnicas de azulejaria e que foram encomendadas pelo reino e alguns particulares chegando pela sua conta a mil painéis distribuídos por 121 locais do país.

É de realçar que Jorge Colaço (1868 -1942) tem afinidades com Parada de Gonta, através do seu casamento com a filha de Tomás Ribeiro, a poetisa Branca Gonta Colaço, supondo-se até que alguns dos seus painéis foram feitos em Parada de Gonta e teve uma filha muito querida dos Paradenses que vivia na casa das matinas, Ana Gonta Colaço (Aninhas) que também foi escultora com ateliê na casa das matinas em Parada de Gonta.

A conversa levou-nos a histórias da vida de Jorge Colaço e as suas afinidades com o Reino e com Parada de Gonta.

De realçar que em Parada de Gonta existem 4 painéis de azulejos com pinturas de Jorge Colaço.

Foi uma sessão cultural muito interessante e de elevado nível cultural promovida pela Junta de Freguesia de Parada de Gonta e integrada no projeto PTA (Produto Turístico da Aldeia - Geografia Cultural de Parada de Gonta).

Estão de parabéns todos os intervenientes, nomeadamente à Dr.ª Cláudia Emanuel e à Junta de Freguesia, por nos trazerem um momento tão épico como este.

Ver paineis

Painel na Igreja matriz (pequeno painel de 24 azulejos)

Painel na escadaria da Igreja (painel grande com 94 azulejos)

Painel nos correios

Painel numa casa particular (sem foto)


30º Aniversário da ADRC Parada de Gonta

Comemorou-se na sexta-feira, dia 28 de outubro, o 30º aniversário da ADRC de Parada de Gonta. Estiveram presentes o Presidenta da Camara municipal de Tondela, Dr. José António, seus vereadores, Dr. Miguel Simões e Pedro Adão, o Presidente da Junta de Freguesia de Parada de Gonta, Sr. Luis Fernando, o Presidente da Assembleia de Freguesia, Dr. Jorge Xavier, os Presidentes das várias Associações Paradenses  e cerca de uma centena de Paradenses. 

Perante os presentes foram feitos os discursos dos vários intervenientes e no final do jantar de comemoração cantararam-se os parabéns à associação pelo seu 30 º aniversário.

Estão de parabéns os dirigentes atuais da ADRC de Parada de Gonta assim como os que fizeram parte dela mantendo a chama acesa.


À conversa com...Claúdia Emanuel sobre Jorge Colaço.

painel.jpg(carregar na imagem)

Exm Senhor

Através da internet tive acesso ao blog  que criou e segue sobre Parada de Gonta. felizmente já tive a honra de conhecer essa bonita localidade.

Sou estudante de doutoramento e a minha tese visa o estudo biográfico e obra azulejar do pintor Jorge Colaço. 

Por esse razão desloquei me a Parada de Gonta a fim de fotografar/inventariar os 3 painéis aí existentes. 

assim, venho desta forma pedir se por acaso sabe de alguma informação sobre os referidos painéis. Data da colocação, quem mandou fazer os painéis, etc. ou qualquer outras informações ...

Não é um pouco estranho o painel da Nª Senhora da Estrela estar em Parada, uma vez que o orago dessa paróquia é Santa Ana. Outra questão é a de o fundo deste mesmo painel apresentar uma paisagem marítima , uma vez que o mar está distante! O que terá levado a ser colocado nesta igreja este painel em particular?

Muito atenciosamente.

Cláudia Emanuel Santos

Foi assim o 1º contato com Drª Claudia Emanuel que agora visita Parada de Gonta a convite da Junta de Freguesia para dar a conhecer o seu estudo sobre a obra azulejar de Jorge Colaço e que foi referenciado no blog e neste post " Jorge Colaço em Parada de Gonta (painel de azulejos) "

Respondi assim: Já fiz algum trabalho e soube que o painel foi colocado a mando do pároco da freguesia, na altura o padre Fernando, pelo senhor Manuel Trolha (alcunha marreco) e entre os anos de 1955 a 1960.

Resposta também dum paradense que amava Parada de Gonta e infelizmente partiu cedo demais:

Olá Professor: Posso entrar na "discussão"...
1º - Informo que o painel de Azulejos vai ter proteção
2º - O painel não foi feito para esse local e provavelmente nem era para Parada de Gonta .
3º - Jorge Colaço / Branca de Gonta Colaço não tiveram só a filha Ana de Gonta Colaço (a Sra Dona Aninhas como os Paradenses a tratavam)... Tomás Ribeiro Colaço (Advogado, Poeta e Dramaturgo) que em 1943 foi para S. Paulo - Brasil, onde morreu em 1965 e Maria Cristina de Gonta Colaço Aguiar (Aguiar era do marido) e provavelmente foi esta Senhora que ofereceu o painel á Igreja que por opção foi colocado ali.
4º - Nos livros da Igreja deve haver referência a estes azulejos.
5º - Depois conversamos mais sobre este assunto.
6º - Vai um abraço...

O convite está lançado para uma belíssima tarde cultural na sede da ACR Os Amigos, sobre Jorge Colaço e Parada de Gonta.

Bisbilhotada semanal


Fazer o Pino e muito mais

A bisbilhotada semanal é dedicada aos professores que por serem dedicados para darem uma aula, fazem o pino e outras coisas mais e mesmo assim dificilmente são bem-sucedidos. Li algures que para um professor conseguir dar uma aula é preciso fazer o Pino. É verdade para uma minoria, porque acredito, e já ando há uns tempos nisto, que para a maioria é preciso muito mais do que fazer simplesmente o pino.Os relatos que ouço são perturbantes e a minha experiência leva-me a crer que sim, fazendo fé também nas minhas aulas.

Não sou novato nenhum, é verdade, as novas pedagogias até podem ser diferentes, mas não creio que seja por causa delas, até porque nestas matérias de pedagogia assim como em matérias de comportamento de jovens vai-se acompanhando, os novos tempos. O que é que mudou?

- Há trinta anos era muito mais fácil dar uma aula e acreditava-se naquilo que se ensinava e ensina-se bem, com as estratégias e metodologias da altura, do que atualmente com as novas pedagogias “facilitadores de aprendizagens” que parecem mais uma autoestrada para passagem de ano, mas mesmo assim, muito mal aproveitadas pelos atuais alunos.

Quando se chega ao fim de uma aula e nos questionamos: a aula valeu a pena! será que alguém me ouviu? Que se há de fazer com aqueles alunos? O que se faz para os manter atentos? Informam-se os pais sobre o seu comportamento, e para quê?

Mudou o paradigma das motivações e há trinta anos quem ia para a escola era para aprender, saber ser e saber estar já vinha aprendido de casa, valores e atitudes que hoje se colocam em dúvida, tal é a proliferação de comportamentos menos corretos a roçar a falta de educação que se misturam numa turma.

Motivação para os atuais alunos é difícil a não ser deixar fazer o que eles querem e o que eles querem nada têm a ver com as aulas.

As pedagogias modernas sempre se bateram por turmas heterogéneas como sendo facilitadoras de aprendizagens, respeitando os ritmos de cada um, criando igual oportunidades para todos, mas para quem tem turmas com vinte e tal alunos e na turma estão alunos de necessidades educativas especiais, alunos com currículos adaptados, alunos que transitaram com dificuldade e precisam de apoio, alunos com currículos alternativos, alunos oriundos do estrangeiro que mal percebem o português, alunos repetentes, alunos super agitados e embora diagnosticados não tomam a medicação porque os pais não querem, e ainda aqueles que dizem: ó sr. professor já acabei e já verifiquei o trabalho há muito tempo, podemos avançar? o que se espera de uma turma assim! É heterogénea sim senhor mas também é uma mistura explosiva capaz de fazer saltar a tampa a qualquer professor.

Bisbilhotada semanal


Vídeos de Educação Tecnológica - Materiais do 2º ciclo

Educação Tecnológica 1.png

1- ORGANIZAÇÃO, HIGIENE E SEGURANÇA

2- TRANSFORMAÇÃO E TRANSMISSÃO DE MOVIMENTOS

3- MOVIMENTO

4- OPERADORES MECÂNICOS

5- OPERADORES EM MOVIMENTO

6- IMPACTO AMBIENTAL - RECICLAGEM

7- MATERIAIS - ARGILAS

8- MATERIAIS - MADEIRAS

9- MATERIAIS - Origem e Propriedades

10- METROLOGIA

11- SIGNIFICADO DAS LINHAS NO DESENHO TÉCNICO

12- COMUNICAÇÃO EM TECNOLOGIA

13- ESTUDO DO CARTAZ

14- MEDIR E TRAÇAR COM RÉGUA

15- INFLUÊNCIA DA TECNOLOGIA NO AMBIENTE 2

16- EXERCICIOS MEDIR E TRAÇAR com Régua e Transferidor 2

17- MEDIR E TRAÇAR COM TRANSFERIDOR 1

18- GEOMETRIA

19- MATERIAIS - PAPEIS

20 - ENERGIA

21- RECICLAGEM


Depois dos 59..Obrigados!.

59 já cá cantam.jpg

Naquele longínquo ano de 1957 nasceu aquele que vinha a ser a minha pessoa. Para uns boa pessoa para outros nem por isso.

Acredito que para a maioria até seja boa pessoa, porque também não quero mal e nunca o desejei a ninguém. Costumo dizer: Com o bem dos outros posso eu..até desejo em dobro daquilo que me desejam a mim. Por isso inveja não faz parte dos atributos deste ser.

Hoje começa mais uma nova etapa de vida nesta pessoa. 59 anos é obra. Lembro-me do meu pai com esta idade e já dizia eu: o meu pai está velhinho, mas não quero que o meu filho pense assim de mim. Considero-me ainda duro como um pero e pronto para as curvas..

Este ano tive a sorte de não ser num dia de trabalho como aconteceu o ano passado e tendo eu apanhado a primeira falta ao trabalho para comemorar o meu aniversário. Como tinha dito no post do ano passado que iria começar uma fase nova na vida e prometi a mim mesmo que de agora em diante iria comemorar sempre o aniversário nem que tenha que faltar ao trabalho. Não foi preciso faltar ao trabalho porque era sábado e então este dia foi passado com a família e alguns amigos em Penafiel e à noite com a família e o Bairro da Lage da Cruz em Parada de Gonta. Foi muito divertido com muita animação e várias surpresas e durou até às tantas da manhã, não para todos mas para um grupo ainda significativo.

A todos aqueles que me deixaram os PARABÉNS! ou desejaram-me um FELIZ ANIVERSÁRIO, agradeço com um MUITO OBRIGADO.

Registo a onda de felicitações deixadas nos vários meios de comunicação mas um particularmente sensibilizou-me, de um ex-aluno que ainda se lembra de mim e registo-o com prazer:

Há três tipos de professores, os que marcam, os que ficam marcados e os que não nos lembramos. Para mim estás no primeiro grupo, foste um daqueles que marcaste e ajudaste a definir meu percurso há 20 e tal anos atrás. Mais tarde tive a honra de ser teu colega e amigo. Por obra do destino ou das políticas, por grande pena minha deixamos de ser colegas, mas a amizade ficou. Um dos melhores presentes que nos podem oferecer é o reconhecimento do bom trabalho e da importância que tivemos no desenvolvimento de um aluno. Esta é a minha prenda para ti neste dia. Já tens idade para ler estas coisas e provas mais que dadas. O meu muito obrigado e um grande abraço de parabéns.

Para todos o meu MUITO OBRIGADO.


Comemorar o 59º Aniversário

59º ANIVERSÁRIO (23).jpg

(carregar para ver mais fotos) ou carregar aqui (https://goo.gl/photos/2rSvg2WdBCgWqGZ97 )

De vez em quando o Bairro Lage da Cruz junta os moradores e faz uma festa. Costumam ser comemorações que tenham a ver com recordações de épocas festivas. A primeira foi a festa de comemoração do S.João com uma sardinhada e esta era para ser a festa das vindimas com feveras e sardinha. Por razões justificadas foi sendo adiada até que calhou com o aniversário. E assim comemorei o 59º aniversário perante o Bairro Lage da Cruz com muita animação e alegria e ainda a descoberta de alguns talentos como se pode ver nos vídeos.

 VÍDEOS


BR/>


Porra para estes gajos

 

Esta semana foi de gritos. Não gritos daqueles estridentes mas de gritos interiores como que a dizer “porra para estes gajos” que veem onde os outros não veem e deixam qualquer mortal que julga ser um profissional exemplar, que faz tudo bem, com critério e dentro da lei, numa franja de nervos a querer gritar bem alto “porra para estes gajos”.

Foi assim a semana de loucos com uma inspeção às costas, onde tudo é revirado à procura de qualquer falha.

Revira-se os dossiers, revira-se as plataformas eletrónicas, revira-se as atas do conselho pedagógico, atas do conselho geral, atas de turma e atas de grupo, horários de turmas e horários de professores, tudo vale à procura de qualquer falha. Todos os documentos têm que estar de acordo e quando um diz algo que o outro não menciona lá vem a recomendação.

Até resíduos de quem esteve no casebre e já não está há muitos anos, eles verificam os seus rastos. Pois a recomendação é, se estes não são vossos porque constam nas plataformas. Constam porque não se podem apagar. Então arranjem meios porque assim não está bem. Porra para estes gajos é o que penso! Podiam ao menos dizer como se apagam para não constarem esses ficheiros, mas não, não é a função deles, a função deles é inspetiva, vem de inspeção e não formativa, de formação para dizer como se faz.

Que raio de autonomia dão aos casebres? É aqui que se vê que não vale nada perante os argumentos destes gajos. Eles mandam e não dão cavaco a ninguém.

Ao cabo de quatro dias, no fim faremos as nossas recomendações, dizem, já em gesto de despedida e em tom mais cordial, como que a deixar supor, haverá sempre recadinhos porque somos inspetores e temos que mostrar serviço, mas não se preocupem que é o que fazemos em todo o lado.

Pois assentaram praça lá no casebre e foram quatro dias, desde terça-feira a sexta-feira, sempre a vasculhar e a interrogar. Agora posso gritar “porra para estes gajos” que não os quero ver tão cedo perto do casebre.

Passou e é um alívio.

Bisbilhotada semanal


Experimentando Materiais - Educação Visual

riscador.jpg

Primeiro trabalho prático dos alunos da disciplina de Educação Visual do 5º ano sobre Materiais. Experimentando os materiais os alunos vão-se apercebendo das suas características e como se manuseiam através dos vários materiais e utensílios utilizados.

Materiais utilizados: lápis nº1, 2 e 3, lápis de cor, lápis de cera, marcadores e guaches.

 

Obs: 

Clique aqui EDUCAÇÃO VISUAL e faça GOSTO para aceder aos materiais que vão ser colocados ao longo do ano.

Depois de ter colocado materiais em Educação Tecnológica ao longo dos 2 anos é agora a vez da Educação Visual.


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pág. 1/2