Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto no que me rodeia! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!. email: ag_silva@hotmail.com

Adoção dos manuais escolares de ET e EV 2º ciclo – 2017/2020

Hoje, dia 31 de maio, pelas 16.30h, reuniu o grupo de Artes e Tecnologias, que abrange todos os professores de Educação Tecnológica e Educação Visual do 2º e 3º ciclos do Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido de Figueiredo, para fazer a análise e seleção do manual a adotar pelos referidos grupos.

No que se refere  a EV e ET do 2º ciclo, posso afirmar que as editoras apostaram forte nas disciplinas e os autores estão de parabéns pelo excelente trabalho realizado de apoio às mesmas. Acho que os autores dos livros se debruçaram sobre o que realmente precisavam as disciplinas para se afirmarem como disciplinas essenciais e imprescindíveis no currículo do ensino básico, apesar dos nossos governantes olharem para as artes e tecnologias “como um boi olha para um palácio”. É uma expressão dura para os governantes mas é mesmo assim que tratam o currículo das artes e tecnologias nas escolas.

Pois bem, analisaram-se os manuais de Educação Visual e os manuais de Educação Tecnológica só do 2º ciclo, critério a critério, e a escolha foi discutida porque todos diziam que era uma pena não se escolher este ou aquele.

Na Educação Visual e depois de analisados e ponderados os critérios de escolha ponto por ponto pelos 12 professores a escolha acabou por ser consensual.

Na Educação Tecnológica a escolha foi também consensual e da mesma editora, ao contrário de há 4 anos que se escolheu de editoras diferentes.

Ainda não posso revelar os livros adotados pelas disciplinas de EV e ET do Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo mas posso dar os Parabéns a todos os seus autores e editoras pelo conteúdo científico e pedagógico que cada um apresenta.

 

Bisbilhotice

Sê amigo do Arte. Carrega em Gostar da Página!.

 

Desenho livre - Educação visual 5º

(rodar a imagem)

Depois do trabalho com pontos, linhas e textura.

Desenho livre com pontos, linhas, textura e cor . Num só trabalho aplicação dos elementos visuais da forma.

Carrega nesta tag: Educação Visual


Olhares a pincel de Parada de Gonta - Capela Nª Sª Conceição (10)

(rodar imagem)

Olhares diferentes sobre o património de Parada de Gonta.

 

 


Concurso de Espantalhos na Quinta do Vale Minhoto - 1ª Edição

 

Espantalhos (50).JPG

 (Carregar na imagem)

Hoje, dia 27 de maio fiz parte do júri da 1ª Edição do Concurso de Espantalhos na Quinta do Vale Minhoto. Numa tarde agradável decorreu o concurso de espantalhos num espaço da quinta e com muita gente a ver e à espera da votação do júri.

Organizado pela Quinta do Vale Minhoto este evento teve a adesão de 2 dezenas de instituições, escolas e associações que concorreram com o carateristico espantalho.

A votação esteve a cargo de 5 elementos que constituiam o júri e representando várias fações do concelho.

Depois da contagem de cada um dos elementos do júri foi anunciada a votação e a classificação dos três primeiros classificados.

Foi uma tarde de sábado bem passada..

1º espantalho (Copy).jpg2º espantalho (Copy).jpg3º Espantalho (Copy).jpg

1º Lugar                                2º Lugar                         3º Lugar

Sê amigo do Arte. Carrega em Gostar da Página!.

 

Efeitos do dia da greve.

Hoje houve greve dos funcionários públicos. Não se vai falar aqui sobre números nem dar razão a este ou aquele que faz greve ou ser a favor ou contra.

Todos sabemos que a greve é um direito consignado na constituição da república. Faz parte da democracia e dum dos direitos conquistados com ela.

Também sabemos que as greves aborrecem muita gente e principalmente quem não desfruta delas. Mas se formos a ver o que pressupõe uma greve além da reivindicação, justa ou não de quem na faz, verificamos que é previsto o aborrecimento/irritamento dos outros que ficam afetados pela paralisação dos grevistas. Se não afetasse a vida destes que nada têm a ver com a greve, tudo continuaria na mesma e ninguém saberia as razões dos grevistas.

Assim sabemos, que uma greve afeta, além de quem a faz, todos aqueles que de uma maneira ou outra interligam-se com os grevistas.

Falando no caso da educação, pressupõe-se que se os funcionários ou os professores fizerem greve, os lesados serão os alunos e por sua vez os pais/encarregados de educação e os seus modos de vida, ou seja, o trabalho ou o lazer.

Assim, hoje foi um dia de aborrecimentos para muitos pais/encarregados de educação que tiveram que ficar com os seus filhos devido a muitas escolas terem encerrado. Hoje foi o dia que muitos pais/encarregados de educação disseram mal dos professores e funcionários por estes fazerem greve. Hoje foi o dia de muitos pais queixarem-se, se os funcionários públicos tem direitos porquê afetarem os meus? Hoje foi o dia de muitos pais que olharam só para o seu umbigo, esquecendo que os direitos de quem trabalha não são oferecidos mas sim muitas vezes duramente conquistados!.

Alguns pais ainda questionaram a direção e até colocaram-na em cheque por esta não ter imposto os serviços mínimos. Também lhes foi explicado que nenhum trabalhador é obrigado, segundo a lei, a dizer se faz greve ou não. Mas mesmo assim foram muitos os que ficaram irritados e descontentes por terem de ficar com os filhos.

Faz parte da democracia e assim deve ser..

Bisbilhotada do dia

Sê amigo do Arte. Carrega em Gostar da Página!.

 

Hoje é Dia da Espiga 2017

espiga.jpg

Logo pela manhã, alguém se lembrou que hoje era o dia da espiga e colheu os elementos que fazem parte do ramo da espiga. Todos os anos se segue o mesmo ritual, acabando o ramalhete por ficar atrás da porta durante o ano. É uma tradição que reza a lenda, quem no fizer tem sorte. Se melhor sorte não houver, pelo menos que seja como aquela que tem sido até aqui.

O Dia da espiga ou Quinta-feira da espiga é uma celebração portuguesa que ocorre no dia da Quinta-feira da Ascensão com um passeio matinal, em que se colhe espigas de vários cereais, flores campestres e raminhos de oliveira para formar um ramo, a que se chama de espiga. Segundo a tradição o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada, e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte.

As várias plantas que compõem a espiga têm um valor simbólico profano e um valor religioso.

Crê-se que esta celebração tenha origem nas antigas tradições pagãs e esteja ligada à tradição dos Maios e das Maias.

O dia da espiga era também o "dia da hora" e considerado "o dia mais santo do ano", um dia em que não se devia trabalhar. Era chamado o dia da hora porque havia uma hora, o meio-dia, em que tudo parava, "as águas dos ribeiros não correm, o leite não coalha, o pão não leveda e as folhas se cruzam". Era nessa hora que se colhiam as plantas para fazer o ramo da espiga e também se colhiam as ervas medicinais. Em dias de trovoadas queimava-se um pouco da espiga no fogo da lareira para afastar os raios.

A simbologia por detrás das plantas que formam o ramo de espiga:

- Espiga – pão;

- Malmequer – ouro e prata;

- Papoila – amor e vida;

- Oliveira – azeite e paz; luz;

- Videira – vinho e alegria e

- Alecrim – saúde e força.

Fonte Vikipédia


Dia a dia na sala de aula.

Por muito que se fale, até podem dizer que esta ou aquela profissão são de risco, mas, nada é comparável ao ambiente dentro de sala de aula com alunos entre os 9 e 14 anos. São autênticos barris de pólvora a estalar por todo lado. Mas enquanto estalam e não rebentam lá se vai aguentando. O problema são os estragos causados mentalmente em quem está à frente deles.

Em toda a aula a voz do professor é: Não te levantes, está calado, ai essas asneiras, já é a segunda vez que te aviso para não te levantares, apanha o que atiraste para o chão, não se trata assim os colegas, fala baixo, não grites, coloca-te na posição correta, etc, etc, etc, e isto multiplicado por 22 alunos, revela o desgaste que provoca.

Depois recorre-se aos regulamentos, repreensões escritas e orais, participações disciplinares, envio dos alunos por perturbação de aula para outro local, chamam-se os pais/encarregados de educação e tudo volta ao mesmo!. Nada muda nem com o aviso aos pais!. Alguns pais/encarregados de educação até dizem que a culpa é da escola porque o seu educando não era assim e foi na escola que aprendeu a ser assim. Outros dizem que não sabem o que fazer e que já fizeram tudo. Na minha opinião são tretas. Pois quando estão junto dos educandos, daqueles que conheço, até dizem: deixa lá filho que pró ano vais para outra escola!.

Ainda ontem, dois alunos do 1º ano, que fazem muitas asneiras e batem em tudo que mexe, foram chamados. Quando a funcionária trouxe um destes alunos ao gabinete, para lhe aplicar uma pena, ou seja, para lhe dar um raspanete, vinha pela mão dela e com um ar arrogante, de quero, posso e mando. Eu disse-lhe: olha para mim, vais ouvir o que te digo. Ele continuava a olhar para o lado, com ar de quem julga: o que dizes entra por um ouvido e sai por outro. Agarrei-o por um braço, levantei a voz e ameacei-o, mudou logo de postura. Aceitou o que lhe disse e comprometeu-se a portar-se melhor. Se em casa fizessem assim talvez ele ficasse a saber que não pode fazer tudo.

O outro, também de sete anos, soube que a mãe tem sido solicitada muitas vezes, e o que ela diz, é que, já não sabe o que deve fazer ao filho, não lhe obedece e contínua cada vez pior. Ora se uma mãe diz isto dum filho com 7 anos o que pode a escola fazer? Eu sei muito bem o que deviam fazer mas nem todos são como eu.

Não sou apologista das “palmadinhas”, nem por sombras, mas que nalguns casos elas seria bem precisas, ai disso não haja dúvidas.

Bisbilhotada da semana

Sê amigo do Arte. Carrega em Gostar da Página!.

 

Concursos de professores 2017/2018: Listas provisórias (concursos interno, externo e integração extraordinário)

 

São 33.722 candidaturas que se encontram validadas nas listas provisórias de ordenação ao concurso interno de 2017.
Eis as listas provisórias relativos aos concursos interno, externo e de integração extraordinário. Cliquem na imagem abaixo para aceder às mesmas.

 
Para acederem à nota informativa que as acompanha, cliquem aqui. Deixo também algumas informações que me parecem relevantes para esta fase:
 
1. A reclamação decorrerá no prazo de cinco dias úteis, entre as 10:00 horas do dia 24 de maio e as 18:00 horas do dia 30 de maio de 2017 (horas de Portugal continental);
 
2. A aplicação da reclamação eletrónica dispõe de três opções, podendo os candidatos selecionar uma ou mais, de entre as seguintes: 
a) Desistência da candidatura efetuada para o Concurso Interno ou para o Concurso Externo/Contratação Inicial e Reserva de Recrutamento, ou Concurso de Integração Extraordinário ou destes dois últimos [Opção A]; 
b) Reclamar, Corrigir dados, Desistência parcial de opções de candidatura, desistência de Graduações do Concurso Interno ou do Concurso Externo/Contratação Inicial e Reserva de Recrutamento, ou do Concurso de Integração Extraordinário ou destes dois últimos em simultâneo [Opção B]; 
c) Reclamar da validação efetuada pela entidade de validação do Concurso Interno ou do Concurso Externo/Contratação Inicial e Reserva de Recrutamento, ou do Concurso de Integração Extraordinário ou destes dois últimos em simultâneo [Opção C]. 
 
3. As alterações aos dados introduzidos na candidatura ou no aperfeiçoamento são exclusivamente feitas pelo candidato no respetivo campo, após seleção da opção correta: Reclamar/corrigir dados da candidatura/desistência parcial da candidatura [Opção B]. Não serão considerados quaisquer pedidos de alteração de dados formalizados em texto livre nas outras opções da reclamação eletrónica, nomeadamente na [Opção C]. 
 
4. Não se esqueçam que devem apresentar reclamação de qualquer campo que tenha sido, por lapso, indevidamente validado ou invalidado pela entidade de validação (Agrupamento de Escolas/Escola não Agrupada). As candidaturas com campos incorretamente validados, que impliquem a invalidação das mesmas, e que não tenham sido objeto de reclamação, serão excluídas da lista definitiva.  
 
Retirado do blog Prof. Lusos

Mota Pinto apura duas duplas para o Nacional de Gira-Volei

motapinto.jpg

O 20 de maio foi mais um dia marcante para o desporto do nosso Agrupamento.

Num sábado de primavera, que mais parecia um dia de verão, realizou-se no Parque Urbano de Tondela, a fase Regional de Gira-Volei.

O nosso agrupamento esteve representado com 9 duplas oriundas da Escola EB Mota Pinto, que competiram nos mais diversos escalões, entre centenas de participantes.

Os nossos representantes não quiseram apenas mostrar que estavam presentes, mas provaram que também o voleibol é um desporto de eleição na Mota Pinto.

Com o terceiro lugar alcançado pelas duplas João Simões (7º D) / Rodrigo Brás (7º D), no escalão 11-12 anos, e Guilherme Almeida (9ºD) / Joel Figueiredo (9º D), no escalão 13-15 anos, o nosso agrupamento estará representado no Nacional de Gira-Volei, que decorrerá em Castelo de Vide, nos dias 17 e 18 de junho.

Boa sorte para os nossos voleibolistas!


Badminton de Ouro na Mota Pinto

Badminton.jpg

Mais um episódio de sucesso no badminton da Escola EB Mota Pinto.

No passado dia 18 de maio, decorreu na Escola EB Infante D. Henriques a fase final de badminton, no escalão de infantis, onde participaram os melhores alunos desta modalidade. A Escola EB Mota Pinto esteve representada por nove atletas, nos escalões de infantis A e B.

No período da manhã, decorreu a fase de grupos, tendo a grande maioria dos nossos atletas sido apurados para as fases seguintes que se realizaram no período da tarde.

Foi com muito suor, empenho e até algumas lágrimas que a nossa pequenada consegui mais um feito brilhante que merece ficar registado para a história:

                Infantis A masculinos

                               3º Classificado – Afonso Sousa (5º H)

                Infantis B masculinos

                               1º Classificado – Luís Ferreira (6º H)

                               3º Classificado – Rafael Cardoso (6º H)

               Infantis B femininos

                               4º Classificado – Ana Carolina (6º H)

Parabéns aos nossos representantes!


PARABÉNS TONDELA!..

 

Parabéns Tondela!.O Arte por um Canudo dá os parabéns ao Desportivo de Tondela por se ter mantido na 1ª Liga - Liga NOS. Depois de uma época sofrida, só no ultimo jogo do campeonato é que se confirmou a sua manutenção. Nesta última jornada  ganhou ao Sporting de Braga por 2-0 e o Arouca  perdeu com o Estoril por 4-2. Embora com os mesmos pontos que o Arouca o Tondela teve a seu favor o facto de ter mais golos marcados.

Parabéns novamente e para o ano cá estamos para apoiar a equipa.

arte (29).png

 

 

Sê amigo do Arte. Carrega em Gostar da Página!.

 

2ª Caminhada da Liga contra o Cancro "O que nos LIGA"

Caminhada da Liga.jpg

(Carregar na imagem)

Missão cumprida!..Foto da chegada.

Hoje, dia 21 de maio, domingo, pelas 09.30h, no Parque Urbano de Tondela, iniciou-se a 2ª Caminhada da Liga contra o Cancro com o lema "O que nos Liga".

O percurso de 8 Km, pelas minhas contas 300 pessoas, começou no Parque Urbano até Molelinhos, onde paramos e para retemperar forças foi dada uma maçã  e uma garrafa de água. No local da pausa encontrava-se   um grupo de cantares de Tondela para ajudar no retempero de forças.

Depois da pequena pausa para retempero de forças foi a vinda novamente pelo trilho contrário até ao parque Urbano de Tondela.

Foi uma manhã diferente mas muito agradável, pelo roteiro, pela sensibilização à causa e pelos objetivos a que se propõe.

 

Sê amigo do Arte. Carrega em Gostar da Página!.

 

Olhares a pincel de Parada de Gonta - Igreja Lage da Cruz (9)

 (rodar imagem)

Olhares diferentes sobre o património de Parada de Gonta.

 


Sábado pelo Porto - maio 2017

(rodar a imagem)

Hoje, sábado foi dia para passear na cidade do Porto. Mais especificamente ir às compras à cidade do Porto. Assim, logo pela manhã de autocarro de Viseu até ao Porto e depois ao almoço juntou-se o filho e a namorada, para ir-mos comer uma francesinha. Aconselho as francesinhas do Restaurante Aliança mesmo na Avenida dos Aliados. São muito boas e sempre que vou ao Porto vou comer a francesinha neste local. É o meu castigo por me portar bem..e que bom.

Depois rumo às compras ao Nassica em Vila do Conde e finalmente rumo a Viseu, no carro do meu filho. Vamos de autocarro e vimos de carro. Assim se passou mais um sábado.

 


Escola sem paixão.

A educação e os seus atores estão a precisar de uma injeção de auto estima. A escola parece moribunda depois de uma década e meia a levar porrada dos governantes.

Há década e meia ter a escola como local de trabalho, ou seja, ser funcionário ou professor no ramo da educação era como uma regalia que muitos outros em outras profissões invejavam. Ser funcionário ou ser professor de uma escola pública eram vistos como uns senhores a ver os dias passar e à espera de uma reforma também de meter inveja. Conseguir um lugar de trabalho como funcionário público de uma escola foi na altura muito cobiçado e até muito disputado pelas pessoas à procura de emprego.

Depois desta década e meia de politicas gravosas contra a educação e quando falo na educação falo nos seus atores e nos seus locais de trabalho que são as escolas, e que atualmente, é vista não como uma profissão cobiçada mas sim como uma última oportunidade de emprego, verificando-se até uma debandada de quem lá está.

Isto vem a propósito de vagas que surgem nas escolas, devido a baixas médicas e ou mudanças / requisições de professores para outros serviços e se colocam estas vagas na plataforma da sigrhe, são recusadas e mesmo em contratação de escola raramente são ocupadas.

Como fazendo parte do sistema há quase 4 décadas, já muito disse, também já muito ouvi e também já há muito me apercebi desta crise de auto estima que envolve a educação. Até agora,tudo serviu para culpar as escolas de uma onde negativista que surgiu e colocou a sociedade contra professores e escola. Assim, as escolas deixaram de ser geridas só pelos professores e passaram para as mãos da sociedade. Todos mandam e os professores são o elo mais fraco desta correia que se formou na educação. Os professores perderam a autoridade e os alunos aperceberam-se disso. Os pais foram atrás e responsabilizaram os professores. Foram criadas condições para outra escola que ainda se desconhece.

Muitos foram os colegas que disseram, se me aparecer outra coisa nem olho para trás e é o que tem acontecido na debandada do ensino. Tudo serve desde que seja longe dos “diabitos” sem regras que se pavoneiam na escola. Quanto aos funcionários é só ver a debandada nos pedidos para mudança de emprego. Tudo para fora do ensino e longe dos “diabitos” sem regras.

A verdade é nua e crua como se regista: Escolas com falta de professores e escolas sem assistentes operacionais.

Precisa-se de uma injeção de auto estima capaz de reconstruir a escola e mobilizar todos os atores educativos para que a sociedade a veja como deve ser.

Bisbilhotada da semana.

Sê amigo do Arte. Carrega em Gostar da Página!.

 

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pág. 1/2