Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto e ao que me rodeia! Educação é a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! email: ag_silva@hotmail.com

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto e ao que me rodeia! Educação é a minha paixão! Arte e Educação de mãos dadas! email: ag_silva@hotmail.com

Expectativas de final do 2º Período

 

Mais um período lectivo que acaba e com ele ficam as expectativas para o regresso no 3º período.

Algumas dicas se deixam para que as mudanças aconteçam e sejam uma realidade. Pode ser que alguém se aperceba que merecem uma reflexão.

Acabe-se com os gigantescos mega agrupamentos e que venha a escola onde todos se conhecem e se identifiquem com a escola onde estão.

Com esta mudança acaba um dos grandes problemas dos professores, porque deixarão de andar de escola em escola, num frenesim louco e sem saber qual a escola com que se identificam. Os alunos também deixarão de estar nesses espaços monstruosos onde cabem todos no mesmo saco sem qualquer identidade.

Acabe-se com esse rácio ridículo de assistentes operacionais por aluno, que nas contas das escolas (não chegam) é muito diferente das contas do ministério (sobram), para que os alunos passem a ter a segurança desejada, os espaços das escolas possam ser todos vigiados e finalmente os bares dos professores passem a ter também alguém que possa simplesmente servir um matabicho ou um café.

Acabe-se com a treta disciplinar do estatuto do aluno e aqueles que infringem as regras passam a ser mesmo punidos. Deixará de haver aquelas tretas de punições para os infratores nos recreios ou nos refeitórios que só servem para encobrir a falta de educação desses alunos que todos sabemos, voltarão novamente a fazer o mesmo. Assim, os professores já poderão dar aulas sem os incómodos da falta de educação desses alunos. As escolas passarão a ser novamente lugares de aprendizagem.

Acabe-se com as injustiças nos concursos de professores, normas travão, anos seguidos no mesmo grupo, anos interpolados, qzp, deixem de ser prioritários sobre a graduação académica/profissional, para que não haja ultrapassagens injustas e sem qualquer nexo.

Acabe-se com a ideia louca e injusta dos mais velhos terem que trabalhar até à cova, compensar os desvarios dos governantes e banqueiros, para que possam dar lugar aos mais novos e acabe-se também com a louca ideia dos 48 anos de serviço como a idade ideal para aposentação.

Para acabar em beleza teremos neste 3º período a descentralização de competências que vêm novamente colocar as escolas em ponto de ebulição.

E assim enumeram-se dicas para todos os gostos.

Bisbilhotices

Campanha dos 1000 (mil) Gostos. Carrega e faz GOSTO!.

 

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.