Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Hoje, fui aos grilos!..

grilo1.jpg
Hoje, fui aos grilos!
Que prazer recordar os tempos de menino, tempo que em conjunto com os colegas andava aos grilos por montes e vales ao encontro destes sons criados pela natureza. Agora, é muito mais difícil encontrá-los, as florestas queimadas, os pesticidas nos campos ajudaram a dizimá-los, mas ainda se encontram.
Vinha eu do trabalho por voltas das 18 horas, quando através da janela do carro ouvi aquele som tão característico dos grilos e tão familiar que logo parei o carro e fui ao encontro deles. Rapei de uma palheta e em todos os buracos que encontrava lá estava (cuidado que alguns os mais largos podem ser de ratos ou cobras) eu com a palheta rolando entre dois dedos e no buraco do grilo fazendo cócegas para eles saírem. Estive 1 hora e só consegui tirar duas grilas e um grilito sem asas, porque isto também tem arte o saber fazer cócegas aos grilos para eles saírem.
Todos os anos apanho um grilo, geralmente daqueles simpáticos que até cantam nas mãos e ponho-o numa gaiola alimentando-o com alface e serradela (uma erva em forma de dentes de serra) e ele encanta-me com os seus sons.
Podem dizer os defensores dos animais, eu também o sou, que o animal em cativeiro tem menos tempo de vida. Não é verdade e eu tenho essa experiência, ao verificar que todos os grilos desaparecem nos finais do Verão e o que eu tenho na gaiola ainda continua a cantar durando mais 1 a 2 meses. Quando começa a ficar lento, sinal de velhice solto-o.
Da próxima vez que consiga apanhar um para a gaiola, vou recordar os velhos tempos e explicar:
- Que tipos de grilos existem;
- Que tipo de sons emitem;
- Como se apanha um grilo.

 

Agostinho Silva

"Arte por um Canudo 2"

 


26 comentários

Comentar post

Pág. 1/3