Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Capeia - Tourada Tradicional Raiana 2019

Capeia.jpg

( carregar na foto)

Fotos da viagem a Almeida organizada pela comissão de festas da Nossa Senhora da Saúde de Real de Farminhão. Depois do almoço  foi ver uma tourada tradicional raiana chamada Capeia. Sábado em cheio.

Registos no facebook:


O meu progresso no Curso "Bullying e Ciberbullying" (3)

Progresso.png

Concluida a tarefa 17 e última do Curso Online da NAU - DGE, Bullying e Ciberbullying" registo o meu progresso com 95% de 100% possiveis. Agora será o certificado e o selo do curso "Bullying e Ciberbullying" Prevenir e Agir.

Deixo o link destas ações de formação: https://lms.nau.edu.pt/ , quem quiser é só inscrever-se e sujeitar-se a um pouco de estudo e apresentação de trabalhos.

Fica o registo das várias etapas do Curso:

Receita Culinária - Anti - Cyberbullying

O meu progresso no Curso "Bullying e Ciberbullying" (2)

O meu progresso no Curso "Bullying e Ciberbullying" (1)

Mapa de Ideias - Cyberbullying

Trabalho da Formação sobre Bullying e Cyberbullying


Que solução para os Manuais Escolares Gratuitos?

Muito se tem falado na reutilização dos manuais escolares que a ser bem aplicada seria uma medida que trataria todos por igual, iria melhorar o rendimento das familias e o ambiente agradeceria por milhares de árvores serem salvas.

Acontece que principalmente os manuais escolares do 1º ciclo da forma como são concebidos não parece ser possivel reutilizá-los. São manuais que tem espaços para os alunos fazerem os exercícios, espaços para colagens e pinturas e por mais que se apague com a borracha ficam sempre as marcas e muito sujos de tentar apagar o lápis. Fica a responsabilidade a cargo dos professores que recebem os manuais dizerem se pode ou não ser reutilizado! Ou se deixava passar e os alunos tinham um manual já com os exercicios feitos além das pinturas ou dizia-se que é não reutilizável e aqui o encarregado de educação teria que pagar o preço da capa. Os encarregados de educação indignaram-se que não é justo os filhos, eles, serem penalizados por cumprirem o que os professores diziam e o que o livro indicava, ou seja, por estudarem e fazerem os trabalhos de casa! Pergunta-se, existe alguma justiça nisto? Também se pergunta, é justo os alunos terem um manual para estudar já utilizado e com os exercicios resolvidos? Claro que não diz- nos o bom senso!

Depois duns contatos com os responsáveis do IgeFe (GeSedu) lá encontramos uma forma de satisfazer ambas as partes.

Também não é só criticar, porque considero uma medida muito relevante para as familias, e ainda hoje, dia das matriculas e renovações na escola, uma mãe com três filhos matriculados abeirou-se de mim e disse: foi a melhor medida até hoje atribuida pelo Ministério da Educação, como a compreendo!

Assim, para que os alunos continuem a usufruir desta medida, deixo uma possivel solução para os manuais escolares gratuitos:

Os manuais deviam ser concebidos por ciclo ou bienais no caso do 1º ciclo. 1º e 2º anos o mesmo livro, 3º e 4º anos também, depois 5º e 6º anos por ciclo e 7º, 8º, e 9º anos por ciclo. O secundário poderia ser anual devido ás carateristicas do ensino.

Assim, atribuia-se o manual ao aluno e ele era responsável até ao final do seu ciclo. Se estragasse tinha que se sujeitar a comprar outro. No final de ciclo todos eram obrigados a entregar o manual.

Ficavam todos a ganhar, com exeção talvez das editoras e livreiros que “talvez” não gostassem da ideia.

Bisbilhotices


Lição 57 a 64 - Educação Visual 6º

Lição 57 e 58

Património e obras de arte.

Trabalho/pintura em acrilico sobre tela de obra de arte dum pintor à sua escolha.

(Apresentação (ppt) do trabalho de investigação.

Trabalho digital) – até ao final do ano.

Lição 59 e 60

Trabalho/pintura em acrilico sobre tela de uma obra de arte dum pintor à sua escolha. (continuação)

sssssssssssss (1).jpg

(Apresentação (ppt) do trabalho de investigação. ( o meu pintor favorito)

Link:  Wassily Kandinsky

Link: Vincent Van Gogh

Link: Georges Seraut

Trabalho digital) – até ao final do ano (valores da cidadania europeia).

Lição 61 e 62

Autoavaliação.

Trabalho/pintura em acrilico sobre tela de uma obra de arte dum pintor à sua escolha. (inacabados)

(Rodar imagem)

(Apresentação (ppt) do trabalho de investigação. ( conclusão)

Trabalho digital) – (conclusão) ( ver aqui)

Lição 63 e 64

Atividades de final de ano letivo.

Prova de Orientação


Reutilização de Manuais no 1º CEB é uma loucura!

Hoje foi dia da receção dos manuais do 1º CEB para reutilização! Uma loucura em forma de paranoia é o que isto é!

Como estava previsto os livros do 1º e 2º ano têm que ser entregues embora não sejam reutilizados devido às caraterísticas dos livros e dos alunos de tenra idade. Mas havia ordens para reutilizar no 3º e 4º ano! Foi uma loucura! Carradas de borrachas para apagar os livros, os alunos, alguns pais e professores tudo esfregava! Mas por mais que se apague os rabiscos continuam a notar-se. Os livros tem os exercicios e os espaços para os fazerem, têm espaços para colagens e pinturas nos próprios livros como trabalhos de casa que os alunos têm de fazer. Assim como se pode reutilizar um livro! Quem vai usufruir com um livro destes com os exercicios já feitos! Não é justo! Os pais reclamavam e os professores de cabelos em pé! Falou-se para o telefone do Call Center dos manuais escolares e explicou-se a situação! Não se diz o que disseram mas os pais não podem ser prejudicados devido aos filhos fazerem os exercicios nos livros como se pede no manual.

Uma coisa é certa enquanto os manuais forem concebidos da forma como são, ou seja, com espaços para alunos preencherem, espaços para colorir e de colagem de autocolantes, não é fácil, eu diria até impossível, a reutilização dos manuais para o ano seguinte.

Depois não venham com conversas alarmantes de que a reutilização nas escolas é uma miragem! Pudera! Que se pode fazer? Só um encontro entre governantes, livreiros e diretores de escolas, um diálogo a sério, para darem uma possivel solução da forma como devem ser concebidos os manuais.

O que posso dizer foi uma autentica loucura e uma dor de cabeça!

Nota: O Tribunal de Contas (TdC) analisou a eficácia da aplicação do programa “Gratuitidade dos Manuais Escolares” no ensino público e alerta para a fragilidade da sustentabilidade desta medida, já que a percentagem de manuais reutilizados durante este ano letivo foi inferior a 4%. Esta “fraca reutilização” poderá pôr em causa a sustentabilidade do projeto.

Bisbilhotices


Reutilizar Manuais Escolares é obra!

Reutilização dos manuais escolares segundo o despacho nº 921/2019 é o que se pretende para todo o ensino básico e secundário, no ano de 2019/2020,  isto nas pretensões dos governantes que legislaram e muito bem para darem oportunidades iguais a todos e a preverem nas melhorias ecológicas ambientais que também é preciso preservar e alertar.

Até aqui tudo bem, qualquer um concorda, até os mais céticos!

Vamos à forma como está a ser feita a reutilização dos manuais escolares, já se começou nalgumas escolas e deixa muito a desejar.

Os professores que rececionaram os manuais escolares, isto para já no 5º e 6º anos, deixaram muitas criticas e lamentações do encargo que têm e da forma como está a ser feita.

Os livros na maioria das disciplinas ainda não estão preparados, não apresentam robustez suficiente para que se manuseem durante o ano escolar em fase de estudo ou trabalhos de casa que os alunos terão de fazer sem se danificarem.

Qualquer aluno, muitas vezes é incentivado a isso, toma notas e sublinha nos próprios livros, e que depois por mais que se apague lá ficam os rabiscos. Apesar de todo o cuidado que têm os alunos mais responsáveis os rabiscos lá ficam mesmo depois de apagados, mas mesmo assim prontos a ser utilizados novamente e este é um mal menor. Tomara que fossem todos assim!

Pior são mesmo, os daqueles alunos que têm menos cuidado, os de familias desagregadas que pouco se importam se os manuais estão ou não em condições de serem novamente utilizados por outros. Pagar não! Não têm dinheiro e claro dizem que mais vale ficar sem os manuais nos próximos anos. Como vai ser? Quem os obriga? Mas, mesmo assim, vai-se vai aproveitando (naquela de não deitar tudo fora)  alguns destes manuais que vão para a plataforma da reutilização e vão calhar a um aluno que até foi cuidadoso com os seus. Vai ter que se sujeitar porque a plataforma não responde a que tem cuidado ou a quem tem menos cuidado. Pergunta-se, que igualdade é esta?

Na recente reutilização dos 5º e 6º anos, houve um aluno que até estava satisfeito porque ia entregar os manuais todos e não tinha perdido nenhum. O encarregado de educação também estava orgulhoso do neto, porque este até era responsável e ia entregar os manuais escolares, só que quando se foi verificar os manuais, o que para ele até serviam, não tinham qualquer hipótese de serem reutilizados. Sem capas, todos riscados, dobrados e muito sujos! Quando se falou que não podiam ser aproveitados ficou em pânico! Lá teve que ser o professor o mau da fita porque queria que o avô pagasse os manuais que para ele até serviam muito bem.

O que se pode dizer deste encarregado de educação é que, até cumpriu, e não foi como a grande percentagem de encarregados de educação que não compareceram ao aviso. Como vai ser com estes? A Plataforma o dirá!

Amanhã, dia 25, vai ser a entrega dos manuais do 1º ciclo, todos têm que entregar mesmo os do 1º e 2º anos que não são reutilizáveis.

Vamos lá ver como vão correr as coisas, mas muitas borrachas vão ser precisas, porque muitos dos encarregados de educação não os apagam em casa e que apaguem os professores. Dizem que não têm tempo para isso!

E esta hein?

Bisbilhotices


Lamento para a exaustão!

Prova acabada 2017.jpg

Só hoje, dia 19 de junho,  as provas de aferição do 2º ano terminaram tendo começado  em principios de maio.  
As provas de aferição do 5º ano e 8º ano também já acabaram, mas depois de amanhã começam os exames nacionais e as provas de aferição do 9º ano, em simultâneo continuam os exames do secundário e as provas de equivalência do 2º ciclo. Depois vem a 2ª fase.

É um autêntico quebra cabeças para arranjar quem possa ser vigilante das provas visto que em simultâneo existem aulas, existem as reuniões de avaliação dos anos que vão terminando, classificadores que são dispensados e muito bem destas provas durante o período de correção dos exames, trabalhos que tem que ser realizados durante as provas como a recolha e reutilização dos manuais gratuitos, implementada pela 1ª vez para todo o 1º ciclo e 2º ciclo, e sabendo-se que existem muitos alunos que precisam de salas à parte e leitura das provas dependendo da dificuldade apresentada, é um autêntico calvário conseguir como manda a lei arranjar professores que possam fazer a vigilância, leitura e secreatariado das provas. Que loucura!. Tem que se arranjar outra forma se querem que estas provas e os exames continuem! Que desperdicio de energia! Exausto até à medula.

Não chegam os professores para estas tarefas..e pelos vistos até para dar aulas começam a escassear.

Fica o meu lamento!

Bisbilhotices


Calendarização do ano letivo de 2019.2020

    

Despacho nº 5754-A/2019 que determina a aprovação dos calendários, para o ano letivo de 2019-2020, dos estabelecimentos públicos de educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário, dos estabelecimentos particulares de ensino especial, bem como o calendário de provas e exames dos ensinos básico e secundário.

Link: Diário da Republica

Calendário 2019-2020.png

Calendário 2019-2020 (2) (1).png

Ainda não acabou este ano letivo e já se começa a pensar no próximo..


Dia Nacional em Memória das Vítimas dos Incêndios

Pedrogão.jpg

Para que não se esqueça!

Faz hoje 2 anos!

O  dia 17 de junho de 2017 ficará na história como o dia em que deflagrou aquele que foi o incêndio florestal mais mortífero de sempre em Portugal, lavrando por mais de uma semana no território dos concelhos de Pedrogão Grande, Castanheira de Pera, Ansião, Alvaiázere, Figueiró dos Vinhos, Arganil, Góis, Penela, Pampilhosa da Serra, Oleiros e Sertã.

Aprovado Dia Nacional em Memória das Vítimas dos Incêndios


Borga de Fim de Semana - junho 2019

Real Farminhão.jpg

(carregar na foto)

Que é que se pode dizer? Semana de trabalho requer fim de semana na borga. Os convites são muitos e tem que se optar, ou seja, temos que ter prioridades porque as festas de fim de semana acumulam-se  nos mesmos dias e á mesma hora. Como não se pode estar em dois lugares ao mesmo tempo, alguém, ou alguma associação/instituição, pode não ficar contente com a ida a um lugar e não ir ao seu. Foi assim este fim de semana.

Correu bem e pronto para a nova semana de trabalho.

Registos no facebook:   

Por último a festa da associação de Pais na ES de Molelos.

associação de pais.jpg


O meu progresso no Curso "Bullying e Ciberbullying" (2)

ciberbulluing.jpg

Mais uma tarde passada em frente ao computador com o objetivo de  acabar dentro do prazo as tarefas do curso. Mas vale a pena!

Acabadinha de fazer a tarefa 16 do Curso Online da NAU - DGE, Bullying e Ciberbullying" registo o meu progresso com 79% de 85% possiveis. Só falta a última tarefa que é um trabalho "Receita anti-ciberbullying" para revisão de pares.

Deixo o link destas ações de formação: https://lms.nau.edu.pt/ , quem quiser é só inscrever-se e sujeitar-se a um pouco de estudo e apresentação de trabalhos para revisão de pares. No final de cumprir todas as etapas tem direito a um certificado e selo digital da DGE.  

Têm muitas ferramentas educativas que se podem utilizar no ensino e nomeadamente nas escolas.


Prova de Orientação - Lajeosa

Prova de orientação.jpg

(carregar na imagem)

Assinalando o final do ano letivo no 2º e 3º ciclos, realizou-se uma Prova de Orientação com todos os alunos do 1º,2º e 3º ciclos, com um percurso dentro e fora do recinto escolar e com pontos de orientação com perguntas durante o percurso. Esteve presente a GNR de Tondela e em nome do Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo e da EB da Lajeosa os nossos agradecimentos pela sua disponibilidade na vigilância/segurança da prova. A prova foi organizada pela Prof. de Educação Fisica, Maria da Luz, que foi muito bem organizada e e excelentemente planeada. No final verificava-se a satisfação no rosto dos alunos pela conclusão da prova.

Finalmente, foi dado um prémio de participação em forma de certificado a todos os que participaram e aos três primeiros lugares uma prendinha como recordação.

Parabéns a todos!.


Provas de Aferição de 5º Ano e 8º Ano e a trapalhada com o normal funcionamento das aulas!

Amanhã, dia 12 de junho, vão decorrer novamente provas de aferição a nível nacional para os alunos do 5º ano e 8º ano. As provas serão História e Geografica (87) para o 8º ano e História e Geografia de Portugal (57) par o 5º ano.

Numa escola pequena onde estão instalados o três ciclos, 1º, 2º e 3º ciclos, e todos eles com provas, esta saga já vem da semana de 20 de maio e vão continuar até finais de julho, entrando algumas por agosto dentro.

Não sendo um entusiasta destas provas, mas, mesmo assim, preferindo-as aos exames nacionais nestes anos de estudo, também requerem toda aquela máquina gigantesca de recursos para a sua realização como se fossem exames.

Uma só turma de 13 alunos, para que se realize a prova, tendo esta turma 4 alunos do Decreto-Lei n.º 54/2018, de 6 de julho, requer 10 professores e três salas para as referidas provas. Foi o que aconteceu e vai acontecer novamente! A isto também teremos que juntar assistentes operacionais e técnicos mobilizados para esta função. É assim a lei e cumpra-se o melhor que se pode.

O que se critica nesta medida é a de continuar a assegurar as aulas dos outros anos de escolaridade! Se numa turma estão 10 professores a assegurar a prova, como se pode assegurar os outros anos com aulas? Onde se vão buscar os professores? Ridículo! Haverá alguma magia para assegurar a continação das aulas? Até as salas são dificeis de assegurar para não perturbar as provas, porque os alunos têm que ser recambiados para salas de lugares diferentes que não incomodem. Isto é mesmo colocar os alunos na escola e fé em Deus.

Se querem continuar com as provas, o ideal era que os alunos fizessem as provas sem que ninguém os incomodasse. Assim, deveriam ser feitas quando os outros alunos não tivessem aulas, ou estarem ocupados com atividades paralelas, longe das salas de provas. Para isto eram precisos professores e não os há porque ficam esgotados todos os recursos na vigilância/monotorização destas provas.

Numa escola pequena em que existem dificuldades com os assistentes operacionais e professores, é de lembrar que os professores pertencem a três escolas, mega agrupamento, e se nas três escolas fazem provas de aferição, o professor só pode estar numa escola e tem que deixar a descoberto as outras. Por isso, assegurar os outros alunos sem professores e auxiliares é obra de magia e só serve para as estatísticas do número de aulas.

A perturbação dentro do edifício existirá sempre, por mais cuidado que tenha.

Muitas são as razões para que se mude o figurino das provas, para que haja sossego, serenidade, menos stress e seja pedagogicamente o correto!

Bisbilhotada


Viagem a Fátima - 2019

Fátima.jpg

(carregar na foto)

Viagem realizada a Fátima no dia 10 de junho e organizada pelos mordomos da comissão de festas da Nossa Senhora da Saúde de Real de Farminhão. Uma viagem para as pessoas expressar a sua fé mas também rica em conteúdo cultural para quem visitou o museu de Fátima. Depois de Fátima foi uma ida até à praia da Nazaré. A viagem vale também pela grande camaradagem existente entre todos e é um gosto apreciar a comunhão/partilha dos lanches estendendidos numas grandes mesas para todos merendarem.  Durante o percurso as várias peripécias registadas no facebook:

 


Portugal - Vencedor da 1ª Liga das Nações

Liga das Nações - Portugal.jpg

Portugal venceu a Holanda e venceu a 1ª Liga das Nações.

Portugal 1 vs Holanda 0

Parabéns PORTUGAL!

Projeto para uma pintura a óleo. Viva Portugal!

(rodar imagem)


Pág. 1/2