Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Via-Sacra em Parada de Gonta - 2009

      Cito  o post feito da Via-Sacra-2008, os protagonistas é que são outros ( o João em 2008 e o Dennis em 2009, figurantes de Cristo) na representação dos actos ou estações falando em termos religiosos. As  fotos do slide show são as da Via-Sacra-2009.

     "Organizado pela Associação Cultural Recreativa e Cultural “Os Amigos de Parada Gonta”. Realizou-se a Via-sacra, que teve como ponto de partida com o 1º acto na Igreja Matriz de Parada de Gonta, percorreu parte da aldeia e acabou com o 15º acto novamente na Igreja Matriz de Parada de Gonta.

O que é a Via Sacra? Perguntam alguns!..

    A Via-sacra[1]é uma oração que tem como objectivo meditar na paixão, morte e ressurreição de Cristo. É o reviver dos últimos momentos da sua vida na Terra. São 15 estações, que nos ajudam a percorrer um caminho espiritual e a compreender melhor a pessoa de Jesus e o amor que teve por nós ao ponto de se deixar matar, sofrendo muito, para que todos nós aprendêssemos o que é verdadeiramente amar".

       Para outros: “As catorze estações da Via Crucis[2] representam os episódios mais marcantes na Paixão e Morte de Cristo. Esta tradição tem origem franciscana e reproduz a "Via Dolorosa", ou seja, o percurso feito por Jesus desde o Tribunal de Pilatos até o Calvário (ou Gólgotha, 'lugar do crânio' em hebraico), em Jerusalém. Desde a sua criação, no século XV, a Via Crucis sofreu modificações ao longo do tempo, mas a sua forma final, catorze episódios, foi finalmente fixada pelos papas Clemente XII, em 1731, e Bento XIV, em 1742”.

 É possível, entretanto, encontrar versões da Via Crucis com quinze estações. O ritual, realizado por milhares de peregrinos há mais de quinhentos anos, consiste em percorrer, assim como Jesus, as quinze estações que recriam os momentos desde a sua condenação à morte até o seu enterro, parando em cada estação para meditar ou rezar.

A celebração da Via-sacra pode também ser feita em qualquer outro lugar, rua, montanha, praia,...os lugares onde se pára, podem estar afastados de metros ou quilómetros (no caso de uma peregrinação a pé). Se possível, devem ser preparados antes, de modo a criar um ambiente de interiorização e evitar distracções durante a realização da via-sacra. Entre as estações pode rezar-se o Pai-nosso ou até uma dezena ou terço no caso de uma grande peregrinação a pé. Também se podem intercalar cânticos em qualquer momento da via-sacra.

Muito mais significativo do que saber se realmente se a Via Sacra ou Via Crucis aconteceu como hoje a conhecemos, é tentar compreender o inesgotável manancial escondido por trás de seus símbolos.

      Parada de Gonta tem os seus talentos e consegue uma representação perfeita na simbologia do tempo. Foram muitas as pessoas que acompanharam o Cristo durante o percurso e verificaram-se alguns semblantes tristes daqueles que acompanhavam e levavam estas cenas mais a sério. Alguém a quem lhe corriam as lágrimas pela face, quando foi abeirado dessa razão, disse que tudo isto lhe fazia muita tristeza e então o rapaz que faz de Cristo (esfarrapado e descalço) deve ter sofrido muito.

       Foi um espectáculo excelente como outros que o Grupo "Os Amigos" nos tem brindado e estão todos de Parabéns."

(1)-http://victorix.no.sapo.pt/via_sacra/via_sacra_1.htm

(2)-http://www.auxiliadora.org.br/viasacra/

 

 Ver Vídeo da Via-Sacra - 2009 
 (publicado no h5 Parada de Gonta)

Ver Vídeo da Via-Sacra-2008

A todos que visitam o Arte por um Canudo 2 .....

BOA PÁSCOA!.....


9 comentários

Comentar post