Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Para quando um novo paradigma de sociedade?

 

Há coisas que não se compreendem!.
Eu pelo menos não compreendo. Devo ser daqueles que só à martelada é que certas coisas entram na cabeça.Ou por outro lado, faço como os outros e tapo o sol com uma peneira, para não ver nem tentar perceber.
Mas não, não é a melhor forma? Costumo dizer se não gosto não como, mas neste caso obrigam-me a comer. Então resmungo:  Não compreendo como é que depois de cairmos nas garras do capitalismo selvagem, continuamos a praticar as mesmas medidas e a manter o mesmo modelo que deu origem a este colapso nas economias dos países, e que atirou para a miséria e para o desespero milhões e milhões de pessoas.
Ainda há bem pouco tempo, pensava-se que a sociedade de lazer não era uma utopia, onde as pessoas além do seu trabalho, tinham tempo para o lazer, para a cultura, para cuidar dos filhos em familia, para serem pessoas, mas com a crise tudo se afundou.
Esta crise teve como origem o advento da globalização, onde certos direitos dos trabalhadores começaram a ser postos em causa com o objectivo da produtividade e do lucro. É de lembrar que recentemente, antes da crise, se discutia a aprovação para a  semana de 65 horas, para que o homem se tornasse uma máquina produzindo cada vez mais, e sempre com objectivos de lucro mais elevados.
Por outro lado, as inovações tecnológicas produziam cada vez mais máquinas sofisticadas, capazes e com capacidade para substituir milhares de homens nas suas tarefas, produzindo cada vez mais e mais, dando origem a que haja mais produto para vender do que aquele que pode ser comprado, o que provocu o colapso e abrindo uma crise financeira que não se sabe ainda quando terminará.
O que me admira é que apesar desta lição, ou antes deste alerta, continuamos no mesmo modelo capitalista e selvagem em que poucos têm tudo e muitos não têm nada.
Continua-se a exigir horários de trabalho cada vez mais longos, a produzir cada vez mais, a ser postos em causa os direitos dos que trabalham, o direito ao trabalho, a fome é um facto, a liberdade de se expressar a ser questionada, a degradação dos valores morais e éticos é uma constante, a falta de solidariedade, tudo, mas tudo, fruto do egoísmo dos homens em favor dum capitalismo sem regras e do lucro desenfreado.
Requere-se um novo paradigma de sociedade? A lição de nada serviu….
 

"Arte por um Canudo 2"


13 comentários

Comentar post