Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Viva o Papa e o Benfica!..

Este mundo é louco e mais louco é o indivíduo que tenta perceber como funciona esta loucura. Ora andamos sempre a falar de produtividade e da falta dela que os portugueses enfermam. Por não haver produtividade, os cintos apertam-se, as nossas mais-valias não são nenhumas, o défice é o que é, o PEC lá está para nos amassar, o desemprego sempre aumentar, a bolsa a cair e o mais grave é que se diz que é culpa é nossa por trabalharmos pouco. Mas alguns estudos lá vão dizendo que não é bem assim, porque até passamos mais tempo no trabalho só que produzimos pouco.

Mas a semana que está a correr vem de certeza deitar esta teoria abaixo. Ora vejamos!..Com o Benfica Campeão, os festejos pela noite dentro com continuação pelos dias seguintes e a acrescentar a esta euforia a visita Papal com a tolerância de ponto de 1 dia para o País e 1,5 para Lisboa e Porto, é com certeza a semana do ano em que menos se trabalha e por conseguinte menos se produz.
Ora sabendo de uma semana assim, a bolsa deu um pulo com ganhos de cerca de 11% no índice de Lisboa.

Se reflectirmos nos dados verificamos que a bolsa sobe quando se trabalha menos e por conseguinte se produz menos.

Só me resta gritar que o Benfica seja campeão todas as semanas e que o Papa passe a visitar-nos também todas as semanas, porque assim temos uma bolsa a subir e a crise a passar ao lado.

Fica mais uma calhandrice para que os nossos governantes levem a peito.

 

"Arte por um Canudo 2"


Logo (1).jpg

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.