Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Postal de Parada de Gonta..66 / Recado aos Paradenses!.

 

Já há muito tempo que venho alertando para o risco das escolas pequenas fecharem (Parada de Gonta) se os filhos dos residentes são levados pelos pais para as cidades onde julgam que têm melhores aprendizagens ou porque está na moda ir para a cidade. Também o Agrupamento de Escolas da Lajeosa do Dão corre esse risco.

Num post sobre o Agrupamento de Escolas da lajeosa do Dão de 2007 sobre Rankings e cito É uma escola que muitos dizem que tem as horas contadas e os encarregados de educação quando podem deslocam os seus filhos para a cidade. Lá aprendem melhor porque são escolas com melhores recursos é o que dizem. Também concordo que as escolas tenham melhores recursos, mas com as aprendizagens já duvido se nos fiarmos nos rankings, vemos que a escola inserida num meio desfavorecido até ficou bem à frente da maioria das cidades do seu Distrito e até do Concelho. Das 60 escolas do distrito de Viseu, a da Lajeosa do Dão, ficou em 15º lugar com uma pontuação acima da média de 2,71(Ver caixa).”.

Nessa altura já manisfestava essa preocupação e não compreendia o porquê de muitos miúdos sairem do seu meio e irem para outras escolas? Que me desculpem aqueles que procuram trabalho no estrangeiro e são muitos, já que esses fazem-no por obrigação para manter a família junta.

O que tem a ver com Parada de Gonta, perguntam vocês?

Primeiro, o Agrupamento de Escolas da Lajeosa do Dão é a escola da zona de influência da Freguesia de Parada de Gonta.

Segundo, nas várias escolas que constituem o Agrupamento são várias as familias que lá trabalham o que o torna uma das empresas/instituições de mais empregabilidade para pessoas que vivem e residem em Parada de Gonta.

Terceiro, acabando com o 1º ciclo em Parada de Gonta o que resta que nos prenda à Freguesia? A seguir vai o pré-escolar e depois? Já agora levem os edificios também..

Podem dizer o que se pode fazer se não há crianças? Crianças existem, os pais é que as deslocam para outras freguesias, muitas vezes sem qualquer razão aparente.

Com a lei que o governo aprovou que diz que as escolas para funcionarem tem que ter pelo menos 21 crianças, vêmos que o nosso 1º CEB está em risco. Os paradenses neste aspecto gostam de dar tiros nos pés, só que depois de mancos nem com curas milagrosos chegam a andar direitos. É que uma escola com tradições e bem apetrechada custa saber que pode fechar porque os Paradenses não se importam.

Contou-me quem assistiu à festa de encerramento da catequese no último Domingo, que são dezenas e dezenas de crianças em idade escolar que frequentam a catequese de Parada de Gonta mas que não andam nas escolas do Agrupamento. É uma pena que assim aconteça e enquanto os pais pensarem que só as cidades é que são boas para os filhos, não há nada a fazer.

Uma coisa é certa, os seus filhos não saem melhor apetrechados que os que andam cá e os registos das provas dos exames nacionais de 2010 são reveladores disso.

No 4º ano de Parada de Gonta houve 100% de sucesso tanto a Matemática (mais 11,1% que a média nacional) como a Lingua Portuguesa (mais 8,4% que a média nacional).
No 6º ano do Agrupamento o sucesso foi de 96% a Matemática (mais 19% que a média nacional) e 96% a Lingua Portuguesa (mais 7,6% que a média nacional). Os exames do 9º ano quando saírem vão com toda a certeza revelar o mesmo.

Então o que é que leva muitos dos paradenses a fugir com os seus filhos? 

No último fim-de-semana fui a uma festa de encerramento do 1º CEB e Pré-escolar em S.Cipriano – Viseu, vi o presidente da Junta de Freguesia subir ao palco, pegar no micro para apelar aos residentes para que deixem os seus filhos estudar na Freguesia. Podem ir trabalhar para a Cidade de Viseu ou outro lugar, mas deixem os filhos estudar nas escolas de S.Cipriano, porque nós cuidaremos deles. Serão bem tratados e escusam de se preocupar com eles até ao vosso regresso do trabalho. Uma escola sem crianças é como um jardim sem flores, dizia o Presidente da Junta. Foi um apelo sentido de quem gosta da sua terra.

 E nós paradenses, ficamos quietos à espera que a escola acabe? Cabe a cada um de nós e a quem gosta da sua terra mobilizar e sensibilizar os paradenses para que deixem os seus filhos estudar com os seus amigos na terra.

DEFESA DA ESCOLA PÚBLICA


10 comentários

Comentar post