Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Reforma da Administração Local - Parada de Gonta / Solar S. José.

 
Pintura a acrilico s/ tela de 50 x 40

Casa de Tomás Ribeiro - Fundador da Freguesia de Parada de Gonta

A reforma na administração local apresentada pelo governo no dia 26 de Setembro vai agitar muitas águas. Os critérios anunciados no Domingo pelo primeiro-ministro vão reduzir as freguesias em certos concelhos para menos de metade.

Existem três critérios que têm a ver com a densidade populacional, mas resumindo e segundo dados da entrevista do Presidente da Camara Municipal de Viseu, Dr. Ruas, e Presidente e da Associação Nacional de Municípios Portugueses, ao Diário de Viseu de 28 de Setembro, os critérios anunciados são:

Freguesias em sede de município que estão num raio de 3 KM terão que ter pelo menos 15.000 habitantes;

Freguesias rurais têm que ter no mínimo 1.000 habitantes;

Freguesias em área maioritariamente urbana e em área predominantemente urbana que fiquem a menos de 10 Km da sede concelho e a mais de 3 Km terão que ter no mínimo 5.000 habitantes.

Passando ao concelho de Tondela o panorama não é nada favorável e muitas vão ter que se extinguir originando fusões para criação de novas.

No caso particular de Parada de Gonta, é uma freguesia rural (segundo os censos) não chega aos 1.000 habitantes. Sendo assim, vai haver um reordenamento e na minha opinião é preciso que o povo paradense seja informado e participe na discussão do seu reordenamento.

É preciso sentir as realidades culturais, históricas e geográficas, ouvir as tradições, os costumes.

Supomos que os critérios anunciados estão corretos;

Próximos de nós temos S.Miguel de Outeiro e Sabugosa que se enquadram na tipologia de menos 1.000 habitantes. Estas freguesias se os critérios anunciados acima estiverem corretos também têm os mesmos problemas que a nossa. Então poderão estas 3 freguesias fundir-se e criar uma que abarque as três? Pelo menos já existe um princípio de união das três freguesias na gestão dos Sapadores Florestais.

Questões que se colocam!. Onde ficará a sede da Junta de Freguesia? Qual destas terá mais força para conseguir tal aspiração? Existem afinidades entre as 3 freguesias para tal união? Ou será que o reordenamento passará por uma freguesia mais forte como a Lajeosa do Dão e Canas de Santa Maria?

Fica o alerta para o despertar de consciências e não adormecermos fazendo de conta que não é nada connosco.

 

 Fonte: http://www.recortes.pt/V/DiarioViseu/principal/2011/09/28

 

Nota introdutória: No Debate da RTP prós e contras, dia 03/10/2011, o ministro Miguel Relvas esclareceu mais em pormenor a dimensão das freguesias rurais. Poderão algumas freguesias rurais a mais de 10 /15 km da sede de Municipio ter 500 habitantes e nalguns casos 300 habitantes habitantes desde que tenha havido uma redução de 10% dos seus habitantes.


1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.