Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

HALLOWEEN na EB2,3 Mota Pinto-2011

 

 

No início, o Halloween nada tinha a ver com bruxas.

Era uma celebração celta que assinalava o fim do Verão. As festividades do Samhain, integradas na religião celta, a religião dos druidas,  eram celebradas entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de verão e o solstício de inverno). A "festa dos mortos" era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para nós seriam "o céu e a terra" Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor.

Dizia-se que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar os seus antigos lares e guiar os familiares rumo ao outro mundo. Mais tarde, já no século VII , o Papa Bonifácio IV transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (Panteão) num templo cristão e dedicou-o a "Todos os Santos". A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III, no século VIII, mudou a data para 1º de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e "All Hallow Een" até chegar à palavra atual "Halloween".

A celebração do Halloween na nossa escola tem sido uma constante ao longo dos anos, uma vez que é uma das festas preferidas dos nossos jovens estudantes. Além de ajudar a inserir os alunos na cultura anglo-saxónica, enriquece o seu vocabulário e estimula a sua criatividade. Assim, na quinta-feira, ao último tempo da tarde, lá se reuniram os alunos todos da escola para mais um desfile de seres lúgubres e abomináveis. Todos os ciclos da escola se fizeram representar e todos os tipos de monstros e aberrações tiveram direito a tentar assustar o júri do concurso, composto por cinco  Professores.

 

O apresentador foi o aluno Alcino, do nono (9º) ano. Toda a gente se divertiu imenso.

 

No final foram distribuídos prémios aos três primeiros classificados.
Daqui a um ano cá estaremos para uma nova edição, que se espera tão divertida como a deste ano.


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.