Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

150 anos - Na rota Amor de Perdição de Camilo Castelo Branco

“Os Amigos” de Camilo Castelo Branco

……

Um dia adoeci profundamente. Ceguei.

Dos cento e dez houve um somente

Que não desfez os laços quasi rotos.

……

Assim fazia jus à amizade Camilo Castelo Branco no seu poema a Tomás Ribeiro.

Fazendo parte das comemorações do 128º aniversário da elevação a Freguesia de Parada de Gonta por mão e obra de Tomás Ribeiro e fazendo parte da rota do 150º aniversário do Amor de Perdição de Camilo Castelo Branco, foi evocada a obra deste grande estadista em terras de Viseu e nesta terra de Tomás Ribeiro numa iniciativa da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, Casa da Beira Alta (Porto) e com a colaboração das Câmaras Municipais de Tondela, Viseu e Porto, da Junta de Freguesia e associações culturais da freguesia de Parada de Gonta (Tondela), do Solar do Dão e da empresa Dão Sul, e de várias universidades, tendo como comissário principal o Dr. José Valle de Figueiredo, figura das letras e da cultura de Tondela.

A cerimónia começou no dia 25 de Maio no solar do Dão em Viseu, com interpretações da obra Amor de Perdição de Camilo Castelo Branco através de várias figuras e ilustres estudiosos das obras de Camilo. Também neste solar foi dado a conhecer e saborear o Vinho do Dão “Amor de Perdição” produzido pela Quinta de Cabriz, especialmente preparado para o evento do 150º aniversário da obra Amor de Perdição. Fazendo parte do programa deste dia também atuou o Coro Mozart de Viseu.

No dia 26 novamente abertura em Viseu com novos palestrantes e seguidamente a caminho de Parada de Gonta, onde foi servido um almoço oferecido pela Junta de Freguesia de Parada de Gonta aos ilustres convidados, seguido-se uma tarde cultural com a poetisa Filipa Duarte e Dr. Miguel Leitão.

Por último foi feita uma visita à Capela de S. José, tendo como cicerone o Sr. Fernando Amaral, onde se encontra o túmulo dos pais de Thomaz Ribeiro.

A Junta de Freguesia de Parada de Gonta, apadrinhou este evento riquíssimo a nível cultural e Poético e faz votos para que actividades como esta, se repitam na nossa Freguesia recitando um património importantíssimo que pode e deve ser explanado por todos nós.

Para finalizar endereçamos os parabéns deste evento aos organizadores, em especial ao Dr. José Vale de Figueiredo e a todos os que nele participaram, onde foi um convívio magnífico, numa partilha entre Camilo Castelo Branco e Tomás Ribeiro.

Bem hajam!

VER FOTOS DO EVENTO

 


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.