Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

O retrato depois da greve dos professores.

(carregar na imagem)

Depois deste dia de greve dos professores e dia de greve aos exames nacionais fica o retrato do ministro e seus secretários de estado que embora derrotados se vangloriaram porque  70% dos alunos conseguiram fazer os exames.

Afinal que equipa é esta que não trata os alunos da mesma forma? Diziam eles que estavam garantidas todas as condições aos alunos para poderem realizar os seus exames.

Foi o que se viu!..Cerca de 70% dos alunos fizeram exames mas em que condições?

Devido aos cerca de 90% de professores em greve, segundo os sindicatos, teve-se que recorrer a todos os subterfúgios para que o ministro Crato não perdesse este braço de ferro que decidiu travar com os sindicatos dos professores.

Através duma norma mandou os diretores convocar todos os professores para os exames e mesmo os diretores se assim o justificasse teriam que ser vigilantes para assegurar os exames.

São relatos impressionantes do que aconteceu nas escolas: Exames em refeitórios, exames com alunos a manifestarem-se contra, exames com alunos a invadirem os espaços onde os colegas estavam a fazer as provas, exames tendo como vigilantes funcionários e professores da mesma disciplina, exames com professores que nunca tiveram formação sobre o assunto, exames que começaram muito mais tarde, etc, etc.

Como podem ter estes alunos condições psicológicas para realizarem os exames? Depois dos acontecimentos anteriores aos exames, do diz que disse e não disse  sobre o  adiamento dos mesmos e os acontecimentos durante os exames, como se podem concentrar estes alunos no que estão a fazer?

Como pode um ministro da educação ficar contente com cerca de 70% dos alunos terem realizado os exames nestas condições? E os outros? Porventura serão também alguns milhares. Como ficam estes alunos em relação aos seus colegas?

Pode o ministro da educação garantir equidade nos exames se eles não se realizam ao mesmo tempo? Como pode haver equidade se uns não tinham as condições propícias e outros vão ter mais tempo de estudo e talvez sem a perturbação que os outros tiveram? Não, não será a mesma coisa por mais que nos façam valer as suas posições.

Não haverá equidade e uns serão beneficiados enquanto outros prejudicados numa prova que devia ser a mesma, no mesmo espaço temporal e não é!.

Mas serve de lição aos colegas que não fizeram greve e que fizeram com que isto acontecesse.

 


Logo (1).jpg

 

2 comentários

Comentar post