Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Ranking das Escolas 2013

(Carregar na imagem) Concelho de Tondela

(carregar na imagem) Distrito de Viseu

 

Este Sábado, foi marcado pelos rankings das escolas do Jornal Expresso, e nos noticiários da TVs e como qualquer cidadão interessado nas questões da educação, também fica o registo duma opinião minha, que embora não seja isenta, é uma opinião que pode ou não ser considerada, tudo depende do ponto de vista de quem a lê.

Não vou questionar a fidelidade dos rankings, embora continue a achar que não é justa a dicotomia das escolas Público vs Privado e até os critérios elaborados entre os vários rankings dos vários jornais.

Quando as noticias das TVs abrem com os títulos garrafais a dizer que o ensino privado está melhor situado no ranking que o ensino público não estão a ser justos nem a ser isentos porque sabem bem o que se passa.

Não estão a ser justos por muitas razões e cito o que disse em tempos Daniel Sampaio, especialista nas questões da educação, num dos seus artigos de opinião sobre o assunto: “A dicotomia público/privado não faz nenhum sentido: as escolas públicas são obrigadas a aceitar todos os alunos da sua zona geográfica, as privadas são livres para selecionarem. Por exemplo, as privadas recrutam pelo anterior percurso académico do aluno, pelo perfil do seu comportamento, por vezes até pelo credo religioso.”

Pois bem vou falar da escola onde estou inserido, já noutros posts falei, mas nunca é demais recordar que é uma escola pequena e de periferia bem do interior do país, onde a maioria dos alunos se levantam por volta das 7 da manhã e só chegam a casa por volta das 7 da noite, não têm biblioteca municipal, não têm cinema nem qualquer evento cultural típico de uma cidade, muitos ainda não conhecem o mar nem nunca foram a um cinema, a maioria das famílias são carenciadas e vivem do que o campo lhes fornece.

Esta escola não faz segregação de qualquer tipo, aceita todos os alunos que nela se queiram inscrever e não trabalha só para os rankings.

É uma escola que tem um corpo de professores que funciona como uma família, todos se conhecem e por isso partilham o sucesso e insucesso dos alunos, como se de uma família se tratasse. Sabem bem as dificuldades que os alunos vão apresentando e partilham-nas com os colegas na possibilidade de criar apoios a esses alunos.

É uma escola que muitos dizem que tem os dias contados e os encarregados de educação quando podem deslocam os seus filhos para a cidade. Lá aprendem melhor porque são escolas com melhores recursos, é o que dizem. Também concordo que as escolas nas cidades tenham melhores recursos mas só a nível cultural do meio onde estão inseridas, porque a nível de aprendizagens já duvido e se nos fiarmos nos rankings, vemos que a escola inserida num meio desfavorecido até ficou no topo do seu distrito bem à frente da maioria das escolas das cidades.

Estou contente porque esta escola deixou de ser unidade orgânica e passou a pertencer ao Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo mas apesar das dificuldades desta transição não deixou de ser uma escola que continua a tratar os seus alunos como filhos e lhes deixa as ferramentas necessárias para continuarem a competirem com os melhores do país.

Das 59 escolas do distrito de Viseu; nos exames do 9º ano, a EB Prof. Dr. Mota Pinto - Lajeosa do Dão, ficou num honroso 6º lugar, sendo a 1ª do seu concelho e a nível nacional das 1308 escolas ficou na 125ª posição.

Fonte Jornal Expresso


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.