Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

A onda de pinóquios..

Não sei se é do tempo ou se é tempo a mais na escola.

Em tempos, neste blog (ver aqui) fazia-se relatos de alunos mal comportados a quem se chamavam de pinóquios, com a devida desculpa ao próprio, nome fictício mas que encaixava muito bem neste tipo de alunos. Já há tempos também que se tinha deixado estes relatos, porque numa turma havia um ou dois, e pelo tempo, com várias estratégias à mistura, alguns casos acabaram por ser de sucesso. As turmas eram mais pequenas, havia mais intervenções a nível dos alunos com dificuldades e a nível dos alunos complicados. Os pais pareciam mais atentos, a escola também e tudo conjugado acabava por se conseguir intervir no comportamento destes alunos.

E não se passou assim muito tempo, foi apenas cerca de uma década para que houvesse uma mudança radical naquilo que é ser professor e aluno. Atualmente, em vez de um ou dois casos por turma, como era normal, são agora muito próximo de metade da turma. Imagine-se uma turma com 26 alunos aparecem 13 pinóquios.  A que é que se deve tantos alunos sem regras e com íntimos muito agressivos e mal-educados? Causas poderão ser muitas mas as que mais saltam à primeira vista foram as políticas educativas mal concebidas  e introduzidas pelos vários ministros na última década no ensino. São os mega agrupamentos que levam os professores a saltarem de escola em escola o que origina a falta de identidade de um professor para com a sua escola. Imagine-se um diretor de turma que só tem uma turma numa escola e os outros tempos letivos noutra escola, que relações, que afinidades cria com o seu grupo turma se está sempre ausente. Também os poucos auxiliares/assistentes operacionais existentes nas escolas, são realmente poucos para as várias tarefas que existem, origina a falta de vigilância nos vários espaços escolares, nomeadamente nos corredores e recreios dos alunos.

A crise que caiu sobre as famílias originou que os pais ficassem sem emprego, ou com excesso de trabalho e para sustentar a família têm vários trabalhos, ou ainda por emigração, leva-os a alhearem-se dos seus educandos e a deixar para outros a função educativa dos filhos. Deixam-nos à vontade e esperam que a escola cumpra as funções que deviam ser dos pais ou dão-lhes tudo para que não os macem, tornando-os pessoas sem qualquer responsabilidade e sem respeito por nada.

Razões podem ser muitas mais, mas estas são de certeza relevantes no atual sistema de ensino e no aumento de pinóquios nas escolas.

Já são muitos anos pela escola, e como se diz logo na entrada do blog "Não sei se é do tempo ou se é tempo a mais na escola", mas os últimos começam a ser muito difíceis para ensinar/educar e saber lidar com alunos mal-educados e nem a experiência nos vale.