Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

As razões da loucura..na escola.

  BISBILHOTEIRO.jpg

A bisbilhotada semanal vai para mim mesmo por querer manter o brio profissional e depois mete-se em loucuras.

Esta semana foi uma semana louca por causa das provas de aferição. Nada tenho contra elas mas também terem aqueles procedimentos que muito se criticavam nos exames nacionais e agora até parece que se complicaram, é que é loucura.

É loucura continuar haver aulas enquanto os outros alunos estão em provas de aferição. Os espaços das escolas não chegam, o barulho acaba por se fazer e a concentração dos que estão em prova acaba por se dispersar. Seria bom se não houver dispensa de aulas que ao menos os outros alunos fizessem uma actividade fora da escola.

É loucura ser só um vigilante para tantos procedimentos dentro da sala de prova. Como é tudo à justa o que fazer quando o vigilante à última da hora falta? Dizem, entra um elemento do secretariado, mas os secretariados das provas estão na escola gestora e o que existe é uma estrutura de apoio de pouquíssimos elementos que mesmo para manter os procedimentos das provas têm uma certa dificuldade. Também é uma dor de cabeça.

É loucura as escolas longe da sede terem que levar as provas à escola gestora logo a seguir à sua conclusão, quando no final do dia depois de todas as provas realizadas é que deveriam ser transportadas para a escola gestora. Passo a explicar: escola com 1º,2º e 3º ciclo tem provas de manhã e de tarde. Como as provas da manhã acabam por volta das 12.30h, depois existe aqueles procedimentos pelo secretariado da verificação se está tudo em ordem, nome dos alunos, pautas, escrita sem lápis ou com lápis, cartão do cidadão ou BI, rasuras, etc.. é que se colocam as provas nuns envelopes. Isto demora até às 13.00h no mínimo. Como as provas tem que ser entregues na escola gestora e a distância entre as escolas é de cerca 20 Km, não existe auto-estrada, demora cerca de (0,5) meia-hora, ir e vir uma (1) hora. Como as provas do 8º ano são de tarde, começam às 14.30h e o secretariado, ou estrutura de apoio neste caso, tem que estar lá às 13.45h, como é que se consegue! De viagem cerca de 1 hora e de intervalo entre as provas 3 quartos de hora.

Pois consegui sem almoçar, também dizem que estou fortezinho, para não dizer outra coisa, é verdade, mas o sustento também faz falta e isto aconteceu não só 1 dia desta semana.

Com aulas e reuniões entre as três escolas o que aconteceu foi que: quando julgava que ia ter um fim-de-semana descansado, só depois do jantar de 5ª feira é que dei conta que ninguém me telefonava. Pois, foi o stress ao rubro, perdi toda a documentação, carteira, dinheiro, carta, telemóvel e as pens onde trago toda a documentação da escola e para cumulo do azar, estamos num fim-de-semana prolongado.

Onde estarão? Toca a fazer uns telefonemas por onde passei e nada. Então só podia ser numa das escolas. Tinha quase a certeza, pela revisão que estava a fazer, que a tinha deixado na escola da Lajeosa do Dão.

Toca a telefonar ao chefe dos assistentes operacionais para ver se podia ir à escola comigo, ou alguém de perto e que tenha os códigos de acesso. Lá fui durante a noite à escola da lajeosa e para minha surpresa nada. Com caramba, e eu, depois de muito recorrer à memória sempre julguei que estivesse aqui.

Bem, toca a fazer outros telefonemas, com o telemóvel da mulher porque até o meu tinha perdido, e no outro dia, porque já não podia ser naquela noite, combinei novamente com outro responsável para ir à escola de Molelos. Ao meio dia do outro dia fui com a assistente operacional que tinha os códigos de acesso à escola ao sítio onde também julgava que estava e, estava lá direitinha. Tinha estado numa reunião naquela sala e como os recados são muitos, por causa das provas e dos exames, pois é, agora começam os exames e as provas de equivalência, alguma coisa tinha que ficar para trás.

Isto só para dizer que estes ritmos loucos parecem que não fazem mossa mas é como água mole em pedra dura tanto bate até que fura.

A cabecinha começa a dar sinais…de que as coisas não podem continuar assim. E a idade não perdoa..

Bisbilhotada semanal


3 comentários

Comentar post