Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto!... Bisbilhotar a arte é um ato educativo!... Bisbilhotar a educação é um ato criativo!... Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!..email: ag_silva@hotmail.com

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto!... Bisbilhotar a arte é um ato educativo!... Bisbilhotar a educação é um ato criativo!... Arte sem Arte é uma nova forma de Arte!..email: ag_silva@hotmail.com

Bisbilhotar a Arte – Barriga com arte!

barriga.jpg

( não fere susceptibilidades pq vai estar em exposição numa praia)

Afinal o que é a arte? Dúvidas que sempre se colocaram e já muito se refletiu e muito se disse ao longo dos séculos. Mas será que o que dizem é o certo? Para alguns um conhecimento exclusivo, ou seja, um estado de espirito, que só alguns podem atingir, para outros um dom atribuído pelo divino e ainda para outros uma prática que se pode adquirir pela experiência e conhecimento.

Falar sobre a arte não se esgota numas meras palavras sobre o assunto e por isso também não se vai falar aqui à procura de respostas, até porque não sei, e descodificar o que é a arte é muito complexo.

Uma coisa todos sabem, embora o padrão não seja o mesmo para todos, distinguir o que é belo e o que é feio! O que é belo para uns pode não ser para todos, acontecendo com o contrário a mesma coisa, mas para aqueles que dizem e gostam, do que acham que é belo, é ao que chamam arte. Ora neste ponto a arte pode ser aquilo que se gosta de fazer, ter ou adquirir, desde que para ele seja o padrão de belo.

Ora isto para falar da minha barriga que embora saliente eu gosto como se de arte tratasse. Primeiro uma barriga assim não se adquire nem se constrói de um dia para o outro, é um investimento a longo prazo. Se eu investi é porque gosto do que faço para a manter assim e considero-a uma obra que nem todos podem ter. Parece uma escultura tal a forma como está a ser moldada!

Quando me dizem que devia tratar esta obra de arte num ginásio e deixar os grupos do tacho, até me arrepio, como se pode trocar uma boa mesa por uns alteres ou umas corridas no ginásio? Como se pode trocar um prato de terra e mar por uma passadeira giratória? São as tais coisas que não dão para entender e por isso o belo e o gosto sempre associados também são diferentes para cada um! Não quero aqui exagerar porque nem todas as barrigas são obras de arte! Uma grande barriga, uma barriga exagerada, daquelas tipas barril, também não ficam bem!

Para mim ver um homem sem barriga é como estar a olhar para um tira linhas onde não se sabe se está de perfil ou de frente. Um homem assim que não investe numa barriguinha não é artista e os melhores prazeres da vida já foram colocados de lado.

Imaginem o que hoje vou ter para manter esta obra de arte!

Grupo do Tacho em ação (oferecido por um amigo do grupo)

 

 

Bisbilhotices