Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Colocações com horário ou não?

BISBILHOTEIRO.jpg

A Bisbilhotice semanal não é atribuída esta semana ao Ministério da Educação, porque apesar das muitas criticas que recebeu, devido ao suposto atraso, das listas de colocação de professores, quando foram colocadas a público, pelo que se ouve dizer deixaram muita gente contente.

Segundo fontes credíveis (blog De ArLindo), este concurso permitiu uma enorme mobilidade, cerca de 30% dos professores do quadro que concorreram conseguiram uma colocação. Refiro-me só ao concurso interno, onde houve de facto alguma mobilidade, porque no concurso externo conseguiram entrar 1471 docentes o que nos tempos que correm não deixa de ser positivo.

Em tempo no (blog Arte por um Canudo) no post Publicadas Portarias que fixam o n.º de vagas por escola/ agrupamento. Cálculo de vagas.”, referia-me a questões de alguns colegas, se com tanta vaga negativa valeria a pena concorrer? Disse que sim! E até dei um exemplo do meu grupo EVT, um dos grupos mais devastados pelas políticas dos últimos governos, e apesar de haver vagas negativas, não quer dizer que não haja mobilidade e que o digam os 116 colegas que o conseguiram.

Os tempos estão a correr bem e de feição a muitos dos professores a comprovar pelos testemunhos nas redes sociais dos colegas que conseguiram colocação e para todos eles os parabéns.

A bisbilhotada talvez vá para o que se irá passar a partir daqui. Tive um telefonema dum colega que estava numa escola/agrupamento com horário zero e como a maioria dos colegas nesta situação concorreu ao concurso interno. Neste concurso interno foi colocado noutro agrupamento, enquanto outro colega que estava atrás dele na lista de colocação foi colocado no agrupamento donde saiu. Perguntou-me como é que  pode um colega ser colocado numa vaga que não existe e ainda por cima sabendo que é a que ele deixou com horário zero? É como ele diz, se é para ficar com horário zero no agrupamento para onde vai preferia ter ficado no agrupamento donde saiu que é mais perto da sua residência.

Respondi-lhe que só a partir do momento da distribuição de serviço é que se saberá, se no caso para onde ele foi, se vai ou não ocupar vaga , mas alguma coisa está mal, porque ele saíu do agrupamento por ter horário zero e agora colocaram outro professor no mesmo horário. Hummm!

Será que existem muitos casos assim?

Bisbilhotice semanal


2 comentários

Comentar post