Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação de mãos dadas! Arte sem Arte é outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Em nome da educação deixem a escola em paz e reflitam na melhor solução.

  BISBILHOTEIRO.jpg

A bisbilhotice semanal vai para a mexeriquice desta semana, "na área de influência da minha escola", sobre a descentralização de competências na educação ou entre aspas “Municipalização”.

Chamem-lhe o que quiserem mas as crispações entre concorrentes ou entre as diferentes fações não podem só cair sobre a escola e os atores quem nela moram.

Este novo enquadramento da educação/escola com o conceito Municipalização não é só da escola mas de toda a sociedade, e principalmente das pessoas do concelho onde a escola está inserida. Que a decisão, quando esta for tomada, seja de todos, para que mais tarde a culpa não seja só da escola e dos seus atores.

A escola precisa de paz, paz para repensar o seu papel, paz para poder responder às múltiplas solicitações da sociedade, paz para cumprir a sua missão que é ensinar e precisa tanto de paz como de pão para a boca, porque tem sido nos últimos anos e pelos sucessivos governos (ME) muito maltratada.

Nos últimos anos a paz passou ao lado da escola. Foi o fecho de muitas escolas, foi a criação dos megas agrupamentos, foi o despedimento de muitos professores e funcionários, foi o aumento das horas de trabalho aos seus atores, foi o aumento de alunos por turma, foi o aumento da burocracia com legislação que é feita a granel, no geral, foi o agravamento das condições sociais e de vida dos atores da escola que deram origem a esta “guerra” que nunca mais acaba.

Quando tudo parecia que a paz estaria a chegar, eis que surge a proposta de descentralização de competências que veio contribuir para que a escola entre novamente em alvoroço.

Pois muitas têm sido as discussões entre os vários intervenientes, por vezes crispadas, com artigos nos jornais, blogs, rádios e em várias páginas do facebook.

Muitas têm sido as discussões em torno do tema mas poucas ou nenhumas soluções até agora. Em nada tem contribuído esta crispação, entre as partes envolvidas, para a discussão/reflexão da proposta de descentralização na educação em forma de projeto piloto. Não é com os argumentos como os até agora esgrimidos, que se vai contribuir para o debate, que se exige com elevação, e que dê origem à apresentação de soluções, que melhor sirvam a escola e os seus atores. É um dever que temos para com os nossos filhos, porque são eles no futuro que  apanham com as nossas decisões de agora.

A decisão requer uma reflexão entre as várias partes porque estamos numa fase em que urge uma discussão séria e com elevação, de forma a se conseguir a melhor solução, que sirva os interesses da educação, da escola, dos alunos, de toda a comunidade educativa e do município.

Em nome da educação deixem a escola em paz e reflitam na melhor solução.

Bisbilhotice semanal


1 comentário

Comentar post