Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

15º ano.jpg

Em nota de simplex na educação

    BISBILHOTEIRO.jpg

A bisbilhotada semanal vai para o ministro da educação, Tiago Brandão, não em forma de chacota mas sim em forma de mérito por ter ouvido e dar ouvidos aos atores educativos, pais, professores, diretores das escolas e a toda a comunidade educativa, de acordo com a Nota Informativa Nº 1/2016 Modelo integrado de avaliação externa das aprendizagens no ensino básico.

Quando muitos criticavam que não se devem mudar as regras a meio do jogo, devido à mudança do modelo de avaliação por si anunciado e prometido pelo atual governo, vem agora, com esta nota informativa atender e satisfazer todos aqueles que criticavam a mudança brusca no modelo de avaliação e também todos aqueles que concordavam com esta mudança no modelo de avaliação, mesmo que fosse à pressa.

Com esta nota informativa atende os prós e os contra.

Na nota informativa é dada às escolas a responsabilidade e o poder de decidir se devem ou não fazer as provas de aferição do 2º,5º e 8º ano, não sendo obrigatórias este ano, como é referido na nota informativa, as escolas poderão decidir através dos seus conselhos pedagógicos se querem as provas de aferição ainda este ano ou não, tendo que justificar se não as querem. Se nada comunicarem, terão que fazer as referidas provas.

Quanto aos exames do 4º e 6º ano, que no novo modelo acabam, quando muitos se queixavam e criticavam por terem acabado com eles em pleno andamento do ano letivo e já com escolas preparadas, têm agora a oportunidade de continuar a tê-los este ano. Se os quiserem terão que o justificar. Se nada comunicarem, não farão os referidos exames.

Ambas as provas terão o apoio do ministério da educação com as matrizes.

Com esta nota informativa parece-me não haver razão para discordar já que se satisfazem as condições dos contentes e dos descontentes.

Mas como os ânimos andam acirrados não vão faltar vozes contra e justificações de vária ordem.

Na minha opinião parece-me uma medida para acalmar os ânimos e pelo tempo vai-se diluir, aparecendo aos olhos da opinião pública como sendo a mais acertada.

Bisbilhotada da semana