Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Faz de conta que é "escola".

Foram duzentas e vinte mil crianças (220.000), repartidas entre o 1º ciclo e o 2º ciclo do ensino básico, que fizeram as provas nacionais finais de Português, em pleno mês de maio, e durante o decorrer do ano letivo.

Fácil é ver, que a maioria dos professores não vê com bons olhos estas provas, que se realizam durante o decorrer do ano letivo. São programas, que ainda não foram cumpridos, e matérias que não vão ser dadas, porque dizem alguns que o ano acaba aqui para estes alunos e são também perturbações no normal funcionamento de uma escola.

Quem estivesse atento, hoje, a uma escola que tivesse exames do 4º e 6º ano, e que tivesse os outros anos a ter aulas, verificaria que estas eram diferentes do habitual.

Os alunos pareciam autómatos de tantas imposições /obrigações que tinham que cumprir e de tão vigiados que estavam para não fazerem qualquer tipo de barulho, que a escola mais parecia uma fábrica de treinamento.

As aulas eram um faz de conta, porque como diz uma professora, dar os lusíadas sem entoação, tem a mesma beleza que tocar violino num funeral. Outra também dizia, que mais valia colocar-lhe fita-cola na boca, porque a sua forma de ensinar não era em silêncio, mas com a voz que lhe vem da alma.

Pois bem, a maioria das escolas estiveram abertas aos alunos dos anos que não fizeram prova, mas não cumpriram a sua missão educativa para com eles, funcionando como um entretém, diga-se antes como um armazém de jovens, enquanto outros, os que faziam os exames nacionais, mereciam e exigia-se que fossem mais respeitados.

Se querem levar estes exames a sério, têm que os respeitar, assim como aos alunos que os fazem. Exames e aulas nos mesmos espaços não são uma simbiose perfeita. Uns requerem silêncio e concentração e outros trabalho e alegria.

Quanto à prova segundo os alunos parece ter sido acessível mas..

Obs:

Para acederem às provas de Português dos 4.º e 6.º anos, assim como aos critérios de classificação, cliquem nos links abaixo:

Logo (1).jpg

 

4 comentários

Comentar post