Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Arte por um Canudo (Blog do Agostinho)

Dar voz ao que sinto! Arte e Educação a minha paixão! Arte sem Arte é uma outra forma de Arte! Família, Amigos, Humor e Bisbilhotices são pilares desta Arte.

Perigo na estrada! Parada de Gonta – Lajeosa.

arvores a cair 7.jpgHá muito tempo que faço alguns reparos sobre a situação nesta estrada (Estrada Nacional 337) entre Parada de Gonta e a Escola da Lajeosa . Todos os dias faço este percurso mas acreditem que algumas vezes chego a ter receio. São árvores (pinheiros e ciprestes) enormes inclinados sobre a estrada por onde se passa. Alguns até estão nos chamados taludes das bermas das estradas com tal inclinação que parecem desafiar as leis da natureza para se manterem de pé. Nem a lei saída há pouco tempo por causa dos incêndios alterou este estado de coisas! Já levei com algumas pinhas e alguns canos/galhos sobre o carro, mas como hoje, por alguns minutos a sorte me bafejou.

Saía da escola da Lajeosa por volta das 12.35h pela estrada rumo a minha casa em Parada de Gonta, quando deparo com uma grande árvore caída na estrada, ainda havia aquela folhagem toda da queda. Fiquei surpreendido e travei em frente à árvore. Foi o caos com muito vento e sem comunicações porque pela primeira vez me esqueci do telemóvel (creio que foi mesmo a primeira vez) e assim fiquei em frente à árvore. Passados para aí uns vinte minutos apareceu um carro na mesma direção e parou atrás. Depois de conversarmos ele emprestou-me o telemóvel e lá se telefonou para o 112. De seguida ajudamo-nos um ao outro nas manobras para voltar para trás. Fui em sentido contrário por outra estrada que liga Lajeosa do Dão -Canas de Santa Maria -Parada de Gonta para o almoço. Claro que o almoço já foi bastante tarde! Depois do almoço e quando regressava novamente  à escola (local de trabalho)  deparo-me outra vez com este cenário que está na imagem. A árvore era de tal porte que os sapadores ainda estavam no corte removendo-a da estrada! Há coisas que devemos fazer e a prevenção para certas situações de risco devia ser uma obrigação seja do dominio privado ou seja do dominio público. O corte das árvores nas beiras das estradas como forma de prevenção é uma situação que devia ser olhada com mais atenção pelos nossos governantes.

Incomodam no verão por causa dos incêndios e no inverno por causa das quedas, então porque continuam a  causar problemas?

A quem pedir responsabilidades...

(rodar imagem)

Registo no momento no facebook


Logo (2).jpg

2 comentários

Comentar post